MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Estudante de Medicina suspeito de estuprar primas e irmãs no Piauí é procurado em Manaus

A Polícia Federal emitiu um alerta para os aeroportos após o estudante ser considerado como foragido
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 14 de outubro de 2021 – 13:06
Foto: Reprodução

MANAUS, AM – O estudante de medicina, Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira, de 22 anos, é considerado foragido após denúncias de que ele teria praticado estupro contra quatro meninas da família, sendo duas das vítimas as próprias irmãs e outras duas primas. O aleta foi emitido pela Polícia Federal, que voltou atenção para os aeroportos.

O estudante é natural do Piauí, mas cursa medicina em Manaus, o caso está sendo investigado pela Polícia Civil do Estado, que esteve nesta terça-feira (12) em Manaus e Teresina para cumprir buscas em endereços investigados, no entanto, ele não foi localizado. O mandado de prisão foi expedido no último dia 7 de outubro deste ano.

“Houve diligências nos endereços dele em Manaus, no intuito de cumprir a Carta Precatória. Em Teresina, a DCPA [Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente] fez buscas, mas ele não foi localizado”, destacou o delegado Marcelo Leal, da Gerência Especializada (GPE).

Leia mais: Homem é preso suspeito de assediar e atropelar jovem de 18 anos

Quem denunciou o crime para a polícia foi a enteada de Marcos Vitor, com quem ele mora desde os 8 anos de idade. “Ele destruiu nossa família, assim de uma forma que eu jamais, nem nos meus piores pesadelos eu imaginaria que iríamos passar. De você ver o seu pai, a sua mãe, todo mundo sem chão, sem saber o que fazer”, disse a mulher.

Os abusos começaram a ser praticados com uma das primas quando ela tinha 5 anos e ele tinha 15. Segundo a madrasta, o crime cometido por ele durou pelo menos cinco anos, com inclusão de outras crianças da família. Neste período, ele também é suspeito de abusar as duas irmãs, de três e nove anos, e outra prima de 15 anos.

O caso segue sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) em Teresina.

(*) Com informações do G1 Piauí

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap