MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Iranduba e Novo receberão usinas de oxigênio

Cada usina possui capacidade de produção de até 18 metros cúbicos por hora, e serão enviadas para instalação no Hospital Regional Hilda Freire, em Iranduba, e na Unidade Hospitalar de Novo Airão
• Publicado em 28 de abril de 2021 – 21:40
Foto: Arthur Castro/Secom

MANAUS, AM – A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) vai receber duas usinas geradoras de oxigênio medicinal (O2) para instalação nos municípios de Iranduba e Novo Airão. Os equipamentos foram doados pela OZN Health, responsável pela gestão dos serviços não assistenciais do Hospital Delphina Aziz.

Cada usina possui capacidade de produção de até 18 metros cúbicos por hora, e serão enviadas para instalação no Hospital Regional Hilda Freire, em Iranduba, e na Unidade Hospitalar de Novo Airão.

“As usinas são fundamentais no processo de geração de oxigênio e apoio aos municípios. Diminui a questão logística e a rotatividade de transporte de cilindros. Assegura maior tranquilidade para o atendimento à população dentro das unidades de saúde desses municípios”, enfatizou o secretário executivo de Assistência do Interior da SES-AM, Cássio Espírito Santo.


LEIA MAIS: David Almeida vai à Brasília para garantir mais vacinas para Manaus

A secretária executiva adjunta de Descentralização e Regionalização Assistencial do Interior da SES-AM, Rita Almeida, ressaltou que a instalação de usinas facilita a logística de abastecimento do insumo no interior do estado.

“A Covid teve uma diminuição nesse último mês, mas o oxigênio medicinal é altamente utilizado nas unidades hospitalares e esses municípios dependiam do transporte rotineiro de cilindros de oxigênio”, afirmou a secretária.

Na capital – A maternidade Ana Braga recebeu a instalação de usina de oxigênio, doada pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). A solenidade de entrega da usina pelo UNFPA ao Governo do Estado será realizada nesta sexta-feira (30/04). O equipamento tem capacidade de geração de até 36 mil metros cúbicos de oxigênio por hora.

A estratégia de geração independente de oxigênio, traçada no Plano de Contingência Estadual para enfrentamento da pandemia da Covid-19, inclui o cronograma de implantação de usinas em todo o Estado com a meta de somar 75 unidades em operação, sendo 29 delas adquiridas pelo Governo do Amazonas, com capacidade de produção total por dia de até 36 mil metros cúbicos de O2.

São 36 usinas funcionando em 21 municípios do Estado, cuja capacidade de produção diária é de 16.344 metros cúbicos. Além de Manaus (11), as usinas estão em operação em: Alvarães (1), Apuí (1), Barcelos (1), Carauari (1), Careiro (1), Coari (1), Eirunepé (1), Humaitá (1), Itacoatiara (3), Lábrea (1), Manacapuru (1), Maués (2), Nova Olinda do Norte (1), Parintins (3), Santo Antônio do Içá (1), São Gabriel da Cachoeira (1), Tabatinga (1), Tapauá (1), Tefé (1) e Urucará (1). A usina do Hospital Regional de Codajás está em processo de instalação.

 

*Com informações da assessoria

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap