Manaus, 16 de abril de 2024
×
Manaus, 16 de abril de 2024

Mundo

Israel declara Lula ‘persona non grata’, após comparação com Holocausto

Lula comparou o holocausto de judeus na Segunda Guerra Mundial com a ação militar israelense na Faixa de Gaza.

Israel declara Lula ‘persona non grata’, após comparação com Holocausto

(Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

Brasília (DF) – O governo de Israel declarou como “persona non grata” o presidente Lula (PT) nesse domingo (18) após o petista comparar o holocausto de judeus na Segunda Guerra Mundial com a ação militar israelense na Faixa de Gaza. Lula criticou países desenvolvidos por reduzirem ou cortarem a ajuda humanitária na região.

“O que está acontecendo na Faixa de Gaza com o povo palestino não existiu em nenhum momento histórico. Aliás, existiu quando Hitler resolveu matar os judeus”, disse o presidente durante viagem oficial à Etiópia.

Ainda no domingo, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu respondeu às declarações do presidente. Netanyahu disse que a fala feita por Lula equivale a “cruzar uma linha vermelha”, referindo-se a trecho da declaração de Lula, feita durante viagem oficial à Etiópia.

“As palavras do presidente do Brasil são vergonhosas e graves. Trata-se de banalizar o Holocausto e de tentar prejudicar o povo judeu e o direito de Israel se defender”, escreveu o premiê israelense em sua conta verificada na rede social X.

Nesta segunda-feira (19), ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, disse que a comparação do presidente do Brasil entre a “guerra justa” no Hamas e as ações de Hitler e os nazistas, que aniquilaram 6 milhões de judeus, é um grave “ataque antissemita” que irrita a memória das vítimas do Holocausto.

“Não perdoado e não esquecido – em meu nome e em nome dos cidadãos de Israel informei o Presidente Lula que ele é uma personalidade indesejada em Israel até que ele peça desculpas e repita as suas palavras.”

https://fb.watch/qi_sagNvhB/

LEIA MAIS: