MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Lula sofre derrota na Justiça para Regina Duarte e fica sem indenização por ofensas à Marisa Letícia

O ex-presidente e três filhos processam a ex-secretária nacional de Cultura por informação falsa sobre Marisa Letícia
Da redação – Portal AM1
• Publicado em 24 de novembro de 2021 – 18:31

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e os filhos Marcos Cláudio, Fábio Luis e Luis Cláudio perderam, nesta quarta-feira (24), um recurso no qual pediam a condenação da ex-secretária nacional da Cultura Regina Duarte.

Os quatro movem processo judicial no qual pedem indenização da atriz. Lula e os filhos reclamam de uma publicação na qual Regina Duarte informava que a ex-primeira-dama Marisa Letícia tinha R$ 250 milhões em investimentos, o que não é verdade. O valor correto nas contas de Marisa era de R$ 26.281,74.

Nesta quarta, os desembargadores da 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) negaram o recurso para que Regina Duarte fosse condenada a pagar indenização de R$ 131.408 por danos morais.

Leia mais: Moro diz que prisão de Lula salvou petista de uma derrota para Bolsonaro

Em abril deste ano, a 12ª Vara Cível de Brasília condenou parcialmente a atriz e ex-secretária nacional de Cultura. Conforme sentencia a decisão, Regina Duarte teria de pedir desculpa por propagar uma notícia falsa sobre Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, morta em 2017.

No mês seguinte, Regina Duarte pediu desculpas “à memória de D. Marisa Letícia e à sua família”.

“No dia 11 de abril de 2020, reproduzi no meu Instagram uma informação sobre o inventário do patrimônio da falecida D. Marisa Letícia Lula da Silva, que, apesar de ter sido obtida de fontes oficiais públicas e amplamente divulgada por meios de comunicação, veio posteriormente a revelar-se errada e eventualmente corrigida pelos órgãos judiciais relevantes”, escreveu.

(*) Com informações do Metrópoles

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap