Maia diz que vai pedir convocação de comissão do Congresso para discutir colapso do AM - Amazonas1
5 de março de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Maia diz que vai pedir convocação de comissão do Congresso para discutir colapso do AM

A Comissão Representativa é convocada para atuar durante os períodos de recesso parlamentar, sendo comporta por sete senadores e 17 deputados federais

Maia diz que vai pedir convocação de comissão do Congresso para discutir colapso do AM

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou em suas redes sociais que vai pedir a convocação da Comissão Representativa para discutir o colapso do sistema de saúde no Amazonas, por conta de uma nova onda da Covid-19.

O pedido será encaminhado ao presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

“Vou encaminhar agora à tarde ao presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, um pedido de convocação da Comissão Representativa para que possamos discutir a tragédia que está acontecendo em Manaus e também todo processo que envolve a vacinação no país”, escreveu Maia, em suas redes sociais, na sexta-feira (15).

A Comissão Representativa é uma comissão temporária prevista para atuar durante os períodos de recesso parlamentar. Ela é integrada por sete senadores e 17 deputados federais.

Dentre suas atribuições, ela pode convocar ministros de Estado para prestarem informações, fiscalizar e controlar atos do Executivo, autorizar o presidente e o vice a se ausentarem do país e executar ações de caráter urgente, que não podem aguardar o fim do recesso.

O senador Eduardo Braga (MDB-AM), líder da bancada do MDB, também pediu oficialmente intervenção federal no estado do Amazonas. O ofício foi encaminhado na tarde desta sexta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Braga lembra no documento que a situação exige atuação imediata do governo federal, como aconteceu no Rio de Janeiro, por conta da violência.

Leia mais: Com crise em Manaus, governo recua e volta a isentar imposto sobre cilindro de oxigênio

“Toda a nação brasileira tomou conhecimento de que o atendimento aos pacientes acometidos de Covid-19 pelas autoridades sanitárias do estado do Amazonas não está sendo possível de ser realizado, inclusive pela falta de insumos básicos, como oxigênio, tornando forçosa a transferência de doentes da rede hospitalar de Manaus para outras capitais do país, inclusive Brasília”, afirma o parlamentar no documento.

O sistema de saúde do Amazonas entrou em colapso pela segunda vez – a primeira havia sido em maio. O aumento do número de pacientes com Covid-19 em Manaus (AM) resultou em um cenário de superlotação, falta de leitos, macas nos corredores e ausência de distanciamento dentro das unidades de saúde da cidade.

O cenário também inclui as áreas de descanso de profissionais de saúde indo parar dentro de banheiros e refeitórios dentro da enfermaria, ao lado dos pacientes internados e sem nenhuma segurança sanitária.

Nos últimos dias, pacientes morreram por asfixia por falta de cilindros de oxigênio.

Diante da falta de oxigênio, 60 bebês prematuros internados em UTIs neonatais vão ser transferidos nesta sexta-feira em aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) para outros estados de maneira preventiva.

(*) Com informações da Folhapress

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading