Bombeiros militares se tornam reforço em unidade de saúde de Manaus - Amazonas1
18 de janeiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Bombeiros militares se tornam reforço em unidade de saúde de Manaus

Capacidade mensal de atendimento passará de 10 mil para 30 mil com o trabalho de 168 bombeiros profissionais de saúde

Bombeiros militares se tornam reforço em unidade de saúde de Manaus
Reprodução Secom

Com o reforço de 168 bombeiros militares da saúde, na Policlínica Gilberto Mestrinho, iniciado nesta quarta-feira (02) e a assinatura do governador ao Termo de Cooperação entre a Secretaria de Saúde (SES-AM) e o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), os atendimentos mensais na unidade deverão triplicar de 10 mil para 30 mil. Além de aumentar a oferta de especialidades médicas.

Leia mais: Amazonas registra redução no diagnóstico de HIV em 2020

Os bombeiros, aprovados no concurso público da corporação de 2009 e convocados pelo governador em 2020, já haviam atuado no Hospital de Combate à Covid-19 entre os meses de abril e junho, e agora passaram a integrar o quadro técnico da policlínica. Entre os 168 profissionais estão médicos (18), enfermeiros (21), farmacêuticos (12), dentistas (11), assistentes sociais (9), técnicos de enfermagem (66), auxiliar de consultório dentário (8), técnico em raio-X (18) e técnico em gesso (4).

Com o aumento do efetivo profissional e a localização estratégica no Centro da cidade, a policlínica passa a ser uma unidade de referência para pacientes vindos do interior do Amazonas, como destacou o governador Wilson Lima.

“Nós estamos revitalizando a estrutura, equipamentos, e também estamos aumentando a quantidade de profissionais colocando aqui 168 bombeiros militares, conjugado com o trabalho que já é feito pelos civis. Essa unidade será referência para o atendimento dos pacientes do interior, levando em consideração a sua estrutura e a proximidade que tem com o Porto, uma vez que a maioria das pessoas vem para a capital pelos rios. Nós estamos também aumentando a nossa capacidade de atendimento de 10 mil pacientes por mês para 30 mil, e aumentando a quantidade de especialidades, passando de 14 para 29”, afirmou o governador.

Entre as novas especialidades trazidas para a unidade de saúde estão endocrinologia pediátrica, ortopedia, anestesiologia, oncologia, ultrassonografia, radiologia, patologia, neurologia, alergologia, geriatria, infectologia pediátrica e nutrologia, entre outros.

Reativação

Além da ampliação da capacidade de atendimento, o contingente da corporação vai permitir a reativação de setores da unidade de saúde que estavam paralisados, como explica a diretora administrativa e financeira do CBMAM, tenente BM Adeagna.

“Vamos reativar vários atendimentos que por anos estavam parados. Estamos aqui ampliando serviços como o serviço de saúde mental, pela psiquiatria, vamos reativar o serviço de ortopedia e a sala de gesso, já não havia há muitos anos. Então nós trazemos profissionais especializados, capacitados, com anos de experiência na área da saúde. O parque de imagens também será reativado e nós teremos vários serviços que estavam parados há milhões de anos, e a gente consegue resolver, consegue retomar, dando atendimento de qualidade à população”, afirmou.

*Com informações da assessoria

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading