Instituições sociais pedem ajuda para vencer a quarentena
A + A -

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

31 de maio de 2020
Site auditado pelo

Redes Sociais

[email protected]

Instituições sociais pedem ajuda para vencer a quarentena

As visitas às instituições foram suspensas por causa do novo coronavírus e quem quiser ajudar pode fazer doações por meio de depósito no banco

Instituições sociais pedem ajuda para vencer a quarentena

Devido às medidas de afastamento social adotadas em razão do novo coronavírus, organizações e abrigos de Manaus estão sofrendo com a queda de doações e o cancelamento de eventos de arrecadação.

Por esse motivo, recorrem à solidariedade da população para repor necessidades básicas e adquirir novos insumos que ajudem a manter as ações durante a quarentena.

 

Lar Batista

 

Entre essas instituições, está o Lar Batista Janell Doyle, localizado na rua Igarapé do Mauá, número 1, no bairro Mauazinho.

O abrigo, que atua há mais de 20 anos em prol de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, atualmente está com 32 acolhidos e 11 cuidadoras em quarentena, para evitar o risco de contaminação pelo vírus.

As visitas à instituição foram suspensas e quem quiser ajudar pode fazer uma doação por meio de depósito no banco Bradesco, agência 1999, conta corrente 025467-3, ou no Banco do Brasil, agência 1208-4, conta corrente 67368-4. O CNPJ é 63.692.354/0001-64.

 

Núcleo de assistência

 

O Núcleo de Assistência à Criança e Família em Situação de Risco (Nacer), localizado na Rua 35, Conjunto Castelo Branco, no Parque 10, também está precisando de doações.

A instituição atua no acolhimento de crianças e adolescentes que sofreram, entre outros casos, com a negligência, o abandono, maus tratos e a gravidez precoce.

Hoje, 24 acolhidos residem no local.

Para o período de quarentena, o Nacer está arrecadando alimentos, especialmente carnes e frutas.

Outras necessidades são fraldas descartáveis tamanho P, álcool em gel 70% e vitamina C em gotas ou efervescente.

A entrega deve ser realizada no abrigo, das 9h às 17h. Porém, não é permitido entrar na casa e visitar os acolhidos.

Os interessados também podem contribuir por meio de depósito no banco Bradesco, agência 1999, conta corrente 68758-8, CNPJ 01.553.780/0001-60.

Mais informações através do telefone: (92) 9326-6222.

 

ONG

 

Durante a pandemia do novo coronavírus, a ONG Hermanitos, que promove iniciativas de acolhimento e melhoria da qualidade de vida de imigrantes venezuelanos, está levando café da manhã para as famílias que pernoitam no abrigo localizado na rodoviária.

Em parceria com a ONG Fraternidade Sem fronteiras, as refeições são servidas diariamente para cerca de 300 pessoas.

Por se tratar de uma população de alta vulnerabilidade, são muitos os cuidados tomados para evitar a disseminação do vírus.

A equipe do Hermanitos entrega no local itens como leite líquido, achocolatado, margarina, pão, bolacha, copos e guardanapos descartáveis, e um grupo de voluntários venezuelanos que residem no abrigo é responsável por distribuir o café da manhã.

Os interessados podem contribuir para a compra dos alimentos por meio de doações feitas por transferência para o Banco Itaú (341), agência 7221, conta corrente 29.023-7, CNPJ: 34.956.978/0001-43. Mais informações através do telefone: (92) 98403-0112.

 

*Com informações da assessoria 

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias