US - R$ 3,86

×

População de casas alagadas volta a protestar com fogo, no São Jorge

O primeiro protesto foi na rua Kako Caminha onde a via foi bloqueada com uma barricada. Horas depois o protesto foi para a ponte do São Jorge.


A população que mora próximo aos igarapés de Manaus e que está sendo afetada pela alagação voltaram a protestar cobrando iniciativa das autoridades nesta terça-feira, 11. A primeira manifestação aconteceu no fim da tarde, na rua Kako Caminha, no São Jorge, sentido centro-bairro, com uma barricada de fogueira.

De acordo com policiais militares da 21º Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a população pedia a presença da Defesa Civil Municipal para ajudar as famílias que estão sendo afetadas pelas inundações em áreas de risco. O ato ocorreu dentro da normalidade e antes do início da noite a via já estava liberada para tráfego. 

A manifestação bloqueou a rua Kako Caminha – foto: Carlos Bolívar

Logo depois, o Corpo de Bombeiros que já havia sido acionado para dar apoio na rua Kako Caminha, informou que outra manifestação também foi registrada na ponte do São Jorge, que liga o bairro à avenida Constantino Nery. A reivindicação também seria a mesma, pedido de ajuda para às autoridades, quanto ao combate a alagação. 

A alagação tem afetado várias bairros de Manaus, principalmente os periféricos da Zona Sul, como Presidente Vargas, Raiz, e da Zona Oeste, como Compensa e São Jorge. Manaus já decretou estado de emergência na semana passado, quando também dois protestos parecidos, já haviam acontecido, na avenida Silves, no bairro Raiz, por pessoas afetadas pela cheia. 

A Defesa Civil Municipal informou que já está atendendo às famílias em áreas periféricas que são afetadas pela cheia com a construção de pontes nos becos principais, inclusive atendendo os moradores da avenida Silves. Um cronograma de atendimento está sendo seguido nas área mais emergenciais, e caso a população tenha precise de prioridade pode entrar em contato por meio do telefone 199 e solicitar apoio.  

Faça um comentário