TCE-AM suspende início do ano letivo da Escola de Contas
21 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

TCE-AM cancela a abertura do ano letivo da Escola de Contas

A abertura das atividades teria a palestra magna do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Barroso.

TCE-AM cancela a abertura do ano letivo da Escola de Contas
(Foto: Divulgação TCE-AM)

Por causa da confirmação do primeiro caso de coronavírus no Amazonas, o presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Mario de Mello, cancelou dois grandes eventos da corte de contas.

Com expectativa de participação de mais de 600 pessoas, a Semana de Abertura do Ano Letivo da Escola de Contas (ECP) e o “Ouvidoria Day” começariam na próxima segunda-feira, 16, com a presença de autoridades, servidores públicos, representantes da sociedade civil e estudantes

A abertura das atividades da Escola de Contas teria a palestra magna do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Barroso.

A decisão foi tomada na noite desta sexta-feira entre o presidente, o ouvidor-geral do TCE, conselheiro Érico Desterro, e a coordenadora da ECP, conselheira Yara Lins dos Santos.

Os conselheiros seguiram às recomendações do Ministério da Saúde (MS), da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e de outros Tribunais do país, que orientam a evitar aglomerações de pessoas em ambientes fechados por causa da pandemia do Coronavírus, que já chegou ao estado.

A nova data dos eventos será divulgada pelo TCE em período oportuno.

 

Cursos e como ficam os inscritos

 

Segundo a conselheira Yara Lins dos Santos, as inscrições dos participantes continuam válidas.

A ECP deverá entrar em contato com os inscritos, posteriormente, para informar as novas datas, assim que forem definidas.

Desde quinta- feira passada, por determinação da presidência, a Diretoria de Saúde do TCE tem intensificado internamente o trabalho de conscientização e prevenção do coronavírus, distribuindo folder e orientando servidores, estagiários e colaboradores do Tribunal.

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading