US - R$ 3,71

×

Iraniano recebe 80 chibatadas por ter bebido quando era adolescente


Um iraniano de cerca de 26 anos recebeu uma punição de 80 chibatadas nas costas na última terça-feira (10), em praça pública na cidade de Kashmar, no nordeste do Irã. O crime dele foi tomar bebida alcoólica em uma festa de casamento há quase 12 anos.

A denúncia foi feita pela Anistia Internacional, que divulgou uma foto da punição, onde o homem é punido à luz do dia, em frente a cidadãos no meio . A entidade condenou a punição ao homem, identificado apenas como M.R., e apurou que tanto o ‘crime’ quanto a sentença aconteceram na década passada.  

“As circunstâncias deste caso são absolutamente chocantes, representando outro exemplo horrível das prioridades distorcidas das autoridades iranianas. Ninguém, independentemente da idade, deve ser submetido a açoitamento; o fato de que um adolescente foi processado por consumir álcool e condenado a 80 chibatadas é inacreditável”, disse Philip Luther, diretor de Pesquisa e Advocacia do Oriente Médio e Norte da África na Anistia Internacional.

A flagelação pública ocorreu na praça Niazmand, em Kashmar, na província de Razavi Khorasan, onde o homem, identificado apenas como M. R., foi chicoteado 80 vezes nas costas.

Os meios de comunicação nacionais publicaram uma foto mostrando o jovem amarrado a uma árvore quando ele foi chicoteado por um homem mascarado, com uma multidão de pessoas observando à distância.

“O uso prolífico de castigos corporais pelas autoridades iranianas, inclusive em crianças, demonstra um desprezo chocante pela humanidade básica. Eles devem abolir imediatamente todas as formas de punição, que no Irã inclui amputação e cegueira, bem como açoitamento”, afirmou Luther.

Casamento 

Segundo a apuração da entidade, M.R. tinha entre 14 e 15 anos quando consumiu álcool durante um casamento, que aconteceu por volta de 2006. A festa terminou depois de uma briga que culminou com a morte de um adolescente de 17 anos.

De acordo com a própria acusação, o então adolescente não estava envolvido na briga, mas acabou sendo processado por beber assim mesmo. A sentença saiu cerca de um ano depois, mas ela não havia sido cumprida até a última terça.

Punições corporais

“O uso constante de punições corporais pelas autoridades iranianas, inclusive em crianças, demonstra um desprezo chocante pelos valores humanos mais básicos. Esse tipo de punição deveria ser abolido imediatamente, mas no Irã ainda acontecem amputações e cegamento, além do flagelamento”, afirmou Luther.

O artigo 265 do Código Penal Islâmico do Irã estabelece que a punição a um muçulmano pelo consumo de álcool é de 80 chicotadas. Outros 100 tipos de violações como roubo, vandalismo e até mesmo adultério ou relações sexuais entre pessoas que não forem casadas, também têm são punidas com a mesma pena.

*Informações retiradas do R7

Faça um comentário