MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

No interior do AM, prefeito contrata empresa alimentícia para fornecer equipamentos de informática

Prefeito de Benjamin Constant pretende gastar R$ 1,1 milhão com equipamentos de informática; uma das empresas é do ramo alimentício
Juliana Siqueira – Portal AM1
• Publicado em 25 de junho de 2021 – 09:40
David Bemerguy contrata empresa alimentícia para fornecer equipamentos de informática
Foto: Reprodução

Benjamin Constant/AM – O prefeito de Benjamin Constant, David Nunes Bemerguy (MDB), deverá contratar três empresas para fazer o fornecimento de materiais de informática à administração municipal. Um desses estabelecimentos, porém, trabalha com foco no comércio de gêneros alimentícios, o que nada tem a ver com o serviço contratado por Benjamin Constant.

No total, Bemerguy pretende desembolsar R$ 1.107.239,32 para o serviço. A Ata de Registro de Preços, que registra qual empresa venceu a licitação, foi publicada no Diário Oficial dos Municípios (DOM), nessa quinta-feira (24).

Uma das responsáveis pelo fornecimento poderá ser a V DA SILVA COMERCIO-ME. Mas, ao contrário do que se espera, a firma, que também atende pelo nome fantasia D V COMERCIAL, possui especialidade no “comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios – minimercados, mercearias e armazéns”.

Apesar de não ser especializada no serviço de informática, ela poderá faturar o total de R$ 345.797,00 dos cofres públicos. De acordo com o cadastro do CNPJ nº 18.525.935/0001-57, no site da Receita Federal, o serviço que deverá ser contrata vem aparecer somente entre as 20 atividades secundárias desenvolvidas pelo estabelecimento.

Localizada no Centro de Manaus, a V DA SILVA COMERCIO-ME tem capital social de apenas R$ 50 mil. Não há informações sobre o quadro societário da empresa.

Outras empresas

No mesmo documento, consta que também poderão ser contratadas outras duas empresas para o mesmo serviço.

Uma delas é a GRACIMAEL DA COSTA BARROSO, com nome fantasia de GB TECHNOLOGY, sede em Benjamin Constant e capital social de R$ 500 mil. Realizando o serviço de “comércio de equipamentos e suprimentos de informática”, além de outras 96 atividades secundárias, a firma não informa quem são seus donos. Ela poderá faturar R$ 118.845,00 da prefeitura.

A outra empresa para a eventual contratação é a REI DO BANNER LTDA – EPP, que poderá receber R$ 642.597,32. Especializada em “estamparia e texturização em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário”, a firma pertence aos empresários Marcelo Gomes da Silva e Silvana Gomes de Souza.

De acordo com o site da Receita Federal, o estabelecimento fica em Benjamin Constant e possui capital de R$ 500 mil.

A reportagem do Portal AM1 entrou em contato com a Prefeitura de Benjamin Constant, por meio do endereço eletrônico [email protected], para obter mais detalhes sobre a eventual contratação, além de entender porque poderá ser contratada uma empresa alimentícia para fornecimento de equipamentos de informações. Porém, não houve retorno até a publicação da matéria.

Acompanhe em tempo real através das nossas redes sociais: facebook, instagram e twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap