PM troca tiro com namorados de influenciadoras, eles morrem e elas vão presas em férias de luxo

Denúncia contra o tráfico.
DA REDAÇÃO – PORTAL AM1
Publicado em 12/04/2022 20:40

Dois homens morreram e duas influenciadoras digitais foram presas em Jaguaripe, no sul da Bahia. O caso ocorreu perto da Pousada Paraíso Perdido, onde os quatro estavam hospedados. Os mortos foram identificados como Agnaldo Leite da Silva Neto, de 29 anos, e Felipe Augusto Machado Lima, de 28.

Segundo o comandante do 14° Batalhão, coronel Edmundo Assemany, os policiais receberam denúncia de que homens armados estavam circulando pela praia, nas proximidades da pousada. Por isso, os agentes se deslocaram para a região. Ao chegarem ao local, os PMs teriam sido recebidos a tiros.

“Reagimos e, na troca de tiros, eles foram feridos, conduzidos ao hospital do município vizinho de Nazaré das Farinhas, mas não resistiram”, contou o coronel. Segundo Assemany, as influenciadoras digitais, identificadas como Laylla Cedraz e Adrian Grace, que acompanhavam os dois homens, não se encontravam na praia, mas estavam na pousada. Ao perceberem a presença dos policiais, tentaram fugir utilizando uma caminhonete, mas foram alcançadas e presas. De acordo com o PM, no carro delas foi encontrado um quilo de cocaína.

As mulheres foram levadas para a Delegacia de Santo Antônio de Jesus, onde a ocorrência foi registrada, e ainda estão sob a custódia da polícia. Elas deverão ser apresentadas à Justiça por causa da posse da droga – nenhuma delas tem passagem pela polícia. Em depoimento, Laylla, de 23 anos, informou que namorava Felipe havia pouco mais de seis meses.

Leia mais: Procuradores da Lava Jato são alvo do TCU por gastos milionários com viagens e diárias

Já Adrian se relacionava com Agnaldo há cerca de um ano. Ela sabia sobre o envolvimento do rapaz com o crime, mas afirmou desconhecer todo o histórico do namorado, apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas na cidade de Feira de Santana, segundo maior município da Bahia.

Além disso, disse o coronel, Agnaldo era considerado foragido da Justiça. Sob liberdade condicional, com uso de tornozeleira eletrônica, ele teria se livrado do aparelho. O coronel não vê relação entre esse fato e o assassinato do dono da Pousada Paraíso Perdido, em fevereiro. O empresário Leandro Troesch foi morto com um tiro na cabeça, dentro do empreendimento, em circunstâncias ainda não esclarecidas.

“Tudo indica que um crime não tem nada a ver com o outro. Nos parece que esses dois casais estavam apenas curtindo o fim de semana na praia, gastando o dinheiro do tráfico”, concluiu Assemany. A reportagem não conseguiu localizar a defesa das influenciadoras.

BLOGUEIRAS

Com status de subcelebridade digital, Laylla Cedraz é dona de um perfil com mais de 30 mil seguidores em sua conta pessoal.

A blogueira e empreendedora também tem mais de 300 mil seguidores em seu perfil profissional, o da loja Laylla Modas.

A identidade da segunda blogueira detida na última segunda (11), Adrian Grace é um pouco mais misteriosa. Dona de um perfil com mais de 56 mil seguidores, a baiana tem a conta no Instagram trancada.

Seu perfil profissional, o Closet Adrian Grace tem menos seguidores. Na conta, que funciona como uma loja de roupas, Adrian tem 4 mil seguidores.

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS