Após praticar arrastões, homem é morto a tiros por 'justiceiro' - Amazonas1
2 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Após praticar arrastões, homem é morto a tiros por ‘justiceiro’

Durante o ato criminoso, uma pessoa que passava pelo local, em um veículo, efetuou os disparos em direção às costas de Thiago Gomes, que morreu na hora

Após praticar arrastões, homem é morto a tiros por ‘justiceiro’
Foto: Josemar Antunes

Thiago Kelvin Gomes de Souza, 20, foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira (29), após praticar arrastões, na Alameda Cosme Ferreira, no bairro São José, na zona Leste de Manaus. O comparsa do suspeito conseguiu fugir.

Segundo relatos de testemunhas, Thigo Kelvin pilotava uma motocicleta preta, sem placa, com um comparsa desconhecido. A dupla estava assaltando usuários do transporte público em uma parada de ônibus, em frente ao Clube do Trabalhador João de Mendonça Furtado – Sesi.

Durante o ato criminoso, um pessoa que passava pelo local, em um veículo, efetuou os disparos em direção às costas do suspeito, que morreu na hora. Outro bandido fugiu a pé, em direção à comunidade Ouro Verde, no bairro Coroado, na mesma zona.

Os familiares da vítima chegaram ao local minutos depois. De acordo com as informações da mãe, Thiago Kelvin morava com ela no bairro Zumbi dos Palmares, na zona Leste.

“Por que tu fizeste isso? Por que tu foi cair nessas amizades. Thiago não anda com essas pessoas erradas. Eu cheguei a implorar para você não sair!”, disse a mãe, aos prantos.

Foto: Josemar Antunes

O local apresentou lentidão no trânsito, sentido bairro-Centro. Agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) auxiliaram no fluxo de veículos.

Policiais militares da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) isolaram a cena do crime.

O atirador apelidado de “Justiceiro” fugiu sem ser identificado. O caso será investigado pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading