Com tiro na cabeça, homem é encontrado despido e boiando no rio Negro - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

11 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Com tiro na cabeça, homem é encontrado despido e boiando no rio Negro

O corpo estava em uma área de mata às margens do rio e foi encontrado por banhistas, que acionaram a polícia

Com tiro na cabeça, homem é encontrado despido e boiando no rio Negro
O corpo foi resgatado e levado até a praia da Ponta Negra (Foto: Josemar Antunes/AM1)

Um homem, sem identificação, foi encontrado despido e em avançado estado de decomposição na manhã desta segunda-feira, 29, nas proximidades da praia do Complexo Turístico da Ponta Negra, na zona Oeste de Manaus.

Segundo informações da tenente Gabriela Moura, da 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o corpo estava em uma área de mata às margens do rio Negro após ser localizado por banhistas.

Banhistas acharam o corpo e acionaram a polícia (Foto: Josemar Antunes/AM1)

Uma equipe do pelotão fluvial do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) foi acionada e conduziu o cadáver para a praia, onde passou por análise da perícia criminal.

De acordo com o delegado Guilherme Antoniazzi, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a cabeça da vítima apresentava uma perfuração de arma de fogo.

“Possivelmente há um disparo de arma de fogo na cabeça, mas o exame de necropsia vai confirmar quando achar o fragmento do projétil. Vamos buscar a identificação da vítima, que tem entre 25 a 30 anos. Os familiares devem ajudar qual era o paradeiro antes e entender as circunstâncias do crime”, explicou.

A perícia criminal identificou um ferimento na cabeça da vítima por arma de fogo (Foto: Josemar Antunes/AM1)

O corpo da vítima que estava há, pelo menos, 36 horas no local, foi removido ao Instituto Médico Legal (IML). As investigações serão conduzidas pela DEHS.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias