Em 6 horas, quarto corpo é encontrado na invasão Monte Horebe

US - R$ 4,19

×

Em 6 horas, quarto corpo é encontrado na invasão Monte Horebe

A Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros investiga se o corpo encontrado tem relação com as outras três mortes que ocorreram na madrugada desta segunda-feira, 21

No final da manhã desta segunda, 21, polícia encontrou o quarto corpo enterrado na invasão (Foto: Carlos Bolívar/Amazonas1)

Em pouco menos de 6 horas, quatro corpos foram encontrados enterrados na invasão Monte Horebe, na Zona Norte de Manaus, nesta segunda-feira, 21. Atendendo a uma nova denúncia, agentes da Polícia Militar encontraram, no final da manhã de hoje, mais um corpo, ainda não identificado, o que pode se configurar como a descoberta de um cemitério clandestino do tráfico.

De acordo com o Tenente Afonso, da Companhia Independente de Policiamento com Cães (CipCães) da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), uma denúncia anônima, feita pelo 190, informou que haveria mais um corpo na invasão.

Uma equipe do CipCães foi enviada ao local e após uma hora de busca, a cadela Fiona encontrou o cadáver em uma cova profunda. Aparentemente, seria do sexo masculino.

Segundo o plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Denis Pinho, foram efetuados pelo menos 7 disparos. Quatro na região da cabeça e três disparos nas costas, duas cápsulas de calibre 38 também foram encontrados no local.

A equipe da DEHS investiga se o corpo encontrado tem relação com as outras três mortes que ocorreram mais cedo, duas por volta das 4h da manhã e, a última, logo ao amanhecer, onde os suspeitos usaram armamento de grosso calibre, um fuzil 762.

Polícia chegou ao corpo após denúncia anônima (Foto: Carlos Bolívar/Amazonas1)

Pinho informou ainda que o corpo não estava em estado avançado de decomposição e haviam folhas verdes, significando que foi deixado no local recentemente.

“Não sabemos se é morador da área, pois ele ainda não foi identificado. Infelizmente é uma área vermelha onde poucos contribuem, mas queremos pedir ajuda da sociedade. Se não querem falar conosco, entre em contato com o 181, que vai ser mantido o sigilo. É uma área vermelha com dificuldade logística para investigar esse tipo de crime, então contamos com a participação da população. Qualquer informação é útil para nossa equipe”, declarou.

Cova onde corpo foi encontrado era bem rasa (Foto: Antônio Mendes/Amazonas1)

Moradores da área, que preferiram não se identificar, afirmaram ao Amazonas1 que não viram nenhum tipo de movimentação suspeita no local e que só ficaram sabendo dos homicídios com a presença da polícia na invasão. 

Tribunal do Crime

No fim de setembro, a Polícia Militar deflagrou uma operação no Monte Horebe, onde foi encontrado uma espécie de Tribunal do Crime. A ação policial teve objetivo de investigar homicídios na área e ocultação de cadáveres na região de mata.

Os policiais localizaram um “chapéu de palha” onde os jurados de morte são julgados por traficantes e depois enterrados em covas. No local, foram encontrados também  cordas sujas de sangue que seriam usadas para torturar os “réus”.

Faça um comentário