Empresário é assassinado após reclamar de peça automotiva defeituosa
27 de novembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Empresário é assassinado após reclamar de peça automotiva defeituosa

Conforme relatos de uma moradora, que preferiu anonimato, há uma semana Raimundo aplicou socos em um mecânico durante briga

Empresário é assassinado após reclamar de peça automotiva defeituosa
O empresário foi assassinado em um de suas propriedades (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

O empresário Raimundo Januário de Lima, 53, conhecido como “Rai”, foi assassinado na tarde deste domingo (20), com um tiro à queima-roupa na cabeça, em um galpão disponível para aluguel, situado na rua Apodi (antiga Alameda Rio Negro), na comunidade Rio Piorini, no bairro Colônia Terra Nova, na zona Norte de Manaus.

Segundo informações do tenente André Souza, da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Raimundo foi atingido com um tiro a curta distância na cabeça, durante confraternização regada a bebidas alcoólicas. A suspeita é que o atirador conhecia a vítima.

“O tiro foi a curta distância e acredita-se que o atirador estava no local por conhecer sua vítima. Nada foi levado do empresário, o que se descarta a hipótese de latrocínio”, disse.

Ao Portal AM1, uma moradora, que preferiu anonimato, disse que Raimundo era agiota e também proprietário de outros imóveis que alugava na mesma área. No entanto, o crime foi motivado por uma discussão há uma semana com um mecânico.

“O Raimundo era muito querido na comunidade e muito tranquilo. Aqui, os vizinhos gostavam muito dele. Mas ele tinha um temperamento explosivo quando cobrava os devedores. Em um de seus impulsos agressivos, ele foi reclamar com um mecânico que vendeu uma peça com defeito para o Jeep Troller de propriedade. Durante a discussão, Raimundo aplicou alguns socos no mecânico, que jurou vingança”, explicou a moradora ao AM1.

Leia mais: Após ser perseguido, homem é executado com 4 tiros no bairro Redenção

Raimundo Januário de Lima, 53, foi atingido com um tiro à queima-roupa na cabeça (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

Momentos antes do crime, Raimundo estava sentado em uma cadeira de balanço aguardando a chegada de uma pessoa para capinar o terreno de propriedade, quando foi surpreendido por uma pessoa que aproveitou o portão aberto.

Testemunhas relataram que o atirador chegou ao local em um carro Prisma, de cor preta. Em seguida, um disparo foi ouvido pela vizinhança. O assassino fugiu com ajuda de uma segunda pessoa que dirigia o carro.

O corpo foi removido por uma equipe do IML (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

Os familiares da vítima foram chegando aos poucos na cena do crime, mas evitaram qualquer contato com as equipes de reportagens. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading