Homem sai para cobrar dívidas com ‘amigo’ e morre a tiros em Manaus - Amazonas1
20 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Homem sai para cobrar dívidas com ‘amigo’ e morre a tiros em Manaus

Elinaldo Pedreiro Mateus, 26, ainda foi socorrido e levado por amigos para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady

Homem sai para cobrar dívidas com ‘amigo’ e morre a tiros em Manaus
Elinaldo chegou morto no SPA Galileia (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

Elinaldo Pedreiro Mateus, 26, morreu após ser alvejado a tiros na noite deste domingo (27), por volta das 20h35, na rua Nossa Senhora das Graças esquina com a rua 31 de Março, no bairro Colônia Terra Nova 2, na zona Norte de Manaus. Outro homem não resistiu aos ferimentos no local.

A vítima foi socorrida e levada por amigos para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady, popularmente chamado de SPA Galileia, no bairro Monte das Oliveiras, na mesma zona. Apesar dos esforços, Elinaldo chegou à unidade de saúde sem vida.

Elinaldo foi baleado dentro da caminhonete Amarok (Foto: Divulgação)

Ao Portal AM1, Francisco de Assis Cabral Mateus, 52, contou que estava na igreja participando de um culto com a esposa, quando soube da notícia por uma filha.

“Eu pedi para Deus cuidar de mim. A gente cria um filho com tanto amor, mas infelizmente, vem uma pessoa e comete um assassinato. Eu só peço por justiça nesse momento”, disse.

A caminhonete Amarok que tinha várias marcas de tiros (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

Na área externa do SPA, o carro modelo Amarok, de cor branca, de placa OAG-3275, que era ocupado por Elinaldo e Omilton Pereira de Castro Júnior, 35, passou por perícia. O veículo tinha várias marcas de tiros na lateral e vidros.

Os corpos de Elinaldo e Omilton foram removidos do SPA por uma equipe do Instituto Médico Legal. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Entenda o caso

O industriário Omilton Pereira de Castro Júnior, 35, conhecido como “Loirinho”, que também trabalhava como motorista de aplicativos, convidou três amigos, entre eles um casal, para encontrar com um homem no bairro Colônia Terra Nova 2, na zona norte.

Chegando ao local, Omilton desceu da caminhonete Amarok para cobrar uma televisão que estava com um homem, cuja informação, seria locatário de veículos para transporte de transportes por aplicativos.

Leia mais: Motorista de aplicativos é morto a tiros após discussão

Na ocasião, os dois homens iniciaram uma discussão. O homem que estava sendo cobrado, que havia chegado ao local em um carro Gol, de cor branca, sacou uma arma de fogo e efetuou os disparos à queima-roupa contra cabeça e costas de Omilton, que morreu na hora.

O corpo de Elinaldo foi removido para o IML (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

Conforme testemunhas, a vítima ainda teria desafiado o autor para que atirasse. Após os tiros, Elinaldo teria xingado e acabou alvejado, sendo socorrido até uma unidade de saúde da região, mas chegou morto. O assassino fugiu sentido ignorado, mas sua identidade foi repassada para a equipe da DEHS, que investiga os crimes.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading