US - R$ 4,11

×

Jogador de basquete queimado vivo foi vítima de emboscada, diz mãe

Além de ter o genital queimado, vítima levou mais de 30 facadas. Mãe acredita que casal de adolescentes tramou emboscada para matar o filho

Samuel foi esfaqueado e queimado vivo (Reprodução)

O jogador de basquete Samuel Rodrigues de Carvalho Campos, 18 anos, que morreu após ser esfaqueado e queimado vivo foi vítima de uma emboscada tramada pela garota de 17 anos com quem estava saindo e o namorado dela, de 15 anos. As informações são da mãe da vítima, Andréa Carvalho de Campos.

O fato ocorreu no sábado, 14, em um parque ecológico localizado em Piedade (SP). O jovem levou mais de 30 facadas e teve o órgão genital queimado.

Segundo a polícia, a Guarda Municipal foi atender uma ocorrência no parque quando encontrou o adolescente, suspeito de ter atacado Samuel, com diversos ferimentos. Aos guardas, o suspeito disse que a namorada, que também estava no local, sofreu tentativa de estupro e que Samuel seria o autor.

Para justificar os ferimentos, ele afirmou que entrou em luta corporal com o jogador de basquete. Ao fazer buscas pelo local, a equipe da Guarda encontrou Samuel gravemente ferido e pedindo socorro. Ele foi socorrido e levado ao hospital, onde ainda conseguiu relatar à polícia que foi vítima de uma emboscada e sofreu ataque dos adolescentes 

Ao G1, a mãe de Samuel contou que ele teve falência múltipla de órgãos e estava respirando por aparelhos. Na madrugada de segunda-feira, 17, o coração parou de bater.

Segundo Andrea, o filho era trabalhador e não merecia ser morto dessa forma. “Eu sinto uma revolta. Meu filho era trabalhador, ele estudou muito. Tem inglês, informática, todo mundo conhece ele aqui [em Piedade]. Ele era esportista, não fumava, não bebia, não mexia com coisa ruim. Ele não merecia”,desabafou.

Veja também: Antes de jogar carro contra caminhão, pai manda filho gravar vídeo de despedida para mãe

Vídeo mostra suspeito de matar empresária carregando corpo no elevador

A motivação ainda é desconhecida, mas a mãe da vítima acredita que a garota, com quem o filho saía, mantinha um relacionamento paralelo com menor que descobriu e planejou a vingança.

A polícia acredita que há mais uma pessoa envolvida na morte do jogador. O caso segue em investigação, os dois menores envolvidos no crime foram apreendidos e confessaram autoria.

Samuel fazia parte do time de basquete de Piedade, onde jogava há 5 anos, e sonhava em ser jogador profissional desde criança.

(*) Com informações do G1

Faça um comentário