US - R$ 3,93

×

Polícia Civil prende dupla procurada por roubo em Manacapuru

As investigações em torno do caso iniciaram quando a equipe da DIP de Manacapuru tomou conhecimento do roubo. O crime aconteceu no dia 12 de abril deste ano


Francisco Augusto dos Santos Tenório, conhecido como “Macarrão”, e Jefferson Irlam Nascimento de Oliveira, ambos de 23 anos, foram presos ao longo do último sábado (13) no bairro da Liberdade, em Manacapuru (município distante 68 quilômetros de Manaus). Eles estavam sendo investigado por roubo majorado.

Dupla é acusada de roubar uma mulher (Divulgação)

De acordo com o delegado Rodrigo Torres, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, o crime aconteceu no dia 12 de abril deste ano, por volta das 11h50, na avenida Correnteza, bairro Correnteza, em Manacapuru.

Os infratores, que estavam em uma motocicleta sem placa, abordaram uma mulher de 43 anos e, em posse de uma arma de fogo, exigiram que ela entregasse a bolsa que carregava, onde estavam o aparelho celular, quantia em dinheiro, documentos e outros pertences dela. Durante a ação criminosa, Francisco chegou a dar uma coronhada no ombro da vítima.

“As investigações em torno do caso iniciaram quando a equipe da DIP de Manacapuru tomou conhecimento do roubo. Após identificarmos os infratores, representei à Justiça o pedido de prisão em nome deles. Os mandados foram expedidos no dia 13 de abril deste ano, ambos pela juíza Silvânia Corrêa Ferreira, no plantão criminal. A partir disso, iniciamos as diligências e logramos êxito na prisão da dupla ainda naquele mesmo dia”, explicou o delegado.

Conforme Rodrigo Torres, a prisão de Francisco foi efetuada por volta das 11h do último sábado, na casa onde ele morava, situada na rua Raimundo, bairro da Liberdade. Já o mandado de prisão em nome de Jefferson foi cumprido por volta das 17h, daquele mesmo dia, na rua Um do bairro da Liberdade, em Manacapuru.

Indiciamento

Francisco e Jefferson foram indiciados por roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis, eles serão levados para a carceragem da unidade policial, que funciona como unidade prisional naquele município.

(*) Com informações da assessoria

Faça um comentário