Câmara Municipal restringe acesso do público por causa do coronavírus
22 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Câmara restringe acesso do público externo por causa do coronavírus

Medida foi anunciada pelo próprio presidente Joelson Silva (PSDB), neste domingo, 15, e atende a uma recomendação do Departamento Médico da Câmara

Câmara restringe acesso do público externo por causa do coronavírus
Foto: Arquivo AM1

Preocupara com a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) lança campanha para combater a propagação do vírus na capital amazonense.

Além de restringir o acesso do público externo e limitar a presença de outras pessoas, já a partir desta segunda-feira, 16, a ordem é disseminar ao máximo as informações sobre o assunto, tanto dentro quanto fora da casa legislativa.

A medida foi anunciada pelo próprio presidente Joelson Silva (PSDB), neste domingo, 15, e atende a uma recomendação do Departamento Médico da Câmara, tendo como base as orientações repassadas pelo Ministério da Saúde e pelas Secretarias de Saúde do estado e do município.

 

Operacionalização

 

A ação envolve vereadores e servidores, numa “força-tarefa” que também utilizará a Rádio e a TV Câmara Cidadã, além do site e das mídias sociais da CMM.

O trabalho prevê, ainda, a distribuição de folderes educativos, com orientação direta para a população – como forma de combate e prevenção à ação do vírus -, assim como a presença de especialistas na área, para tratar do assunto, durante as sessões plenárias e na grade de programação jornalística das duas emissoras (TV e rádio).

Nesta segunda-feira, a mesa diretora da CMM publica no Diário Oficial Eletrônico da casa, todas as informações que deverão ser seguidas nos próximos 20 dias, de forma urgente.

 

Coletiva cancelada

A decisão de que tais medidas fossem colocadas logo em prática fez com que Joelson Silva, por precaução, desistisse até de realizar a coletiva de imprensa que estava prevista para ocorrer durante a abertura dos trabalhos da semana, na Câmara, para tratar do assunto.

“Queremos evitar qualquer tipo de aglomeração, não podemos correr riscos nesse momento tão difícil para todos nós. Vamos cumprir todas as medidas anunciadas e pedimos a Deus que esse vírus seja logo dizimado, para que possamos tocar as nossas vidas normalmente, e o trabalho desta casa também”, disse Joelson Silva.

As instruções e orientações adotadas pela Câmara levam também em consideração o fato de Manaus ter registrado o primeiro caso do coronavírus, a inexistência de vacina e a implantação de ações de prevenção de contágio e propagação do Covid-19.

 

Procedimentos

Apesar da restrição, as sessões plenárias ocorrerão normalmente como de costume, às segundas, terças e quartas-feiras, mas com a ressalva da presença apenas de vereadores e servidores.

O mesmo procedimento será adotado em relação às reuniões das comissões técnicas permanentes.

Todos os demais eventos coletivos estão suspensos: sessões especiais e solenes; audiências públicas; tribuna popular; cursos e treinamentos para o público externo; visitas de estudantes; acesso do público ao recinto da CMM.

Entre as outras medidas adotadas estão a substituição de todas as louças da CMM por material descartável, e o encerramento do expediente até 14h, impreterivelmente.

A exemplo de outras instituições, a Câmara também torna facultativa a presença no trabalho de servidores com idade a partir de 60 anos.

Cada vereador irá definir como ficará a presença de seus assessores nos gabinetes.

Por fim, fica determinada a suspensão de todos os deslocamentos para outros estados e países, por membros e servidores do parlamento municipal.

Compromisso
O Ato é assinado por todos os membros da mesa diretora, que é encabeçada por Joelson Silva e conta também com os seguintes vereadores: Hiran Nicolau (PSD), Fred Mota (PR), Professor Samuel (sem partido), Wallace Oliveira (Podemos), Glória Carratte (PDT), Reizo Castelo Branco (PTB), Jaildo dos Rodoviários (PC do B), Everton Assis (sem partido) e Isaac Tayah (DC).

 

(*) Com informações da assessoria

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading