US - R$ 3,96

×

Rebecca Garcia diz que denúncia contra PP não a prejudica


A ex-deputada federal, Rebecca Garcia (PP), afirmou ao Amazonas1, nesta segunda-feira, 14, que a denúncia da Revista Isto É contra o deputado federal Átila Lins, seu colega de partido, não prejudica sua futura candidatura ao Governo do estado.

Rebecca comentou sobre o assunto ao ser questionada sobre o que pensava a respeito da denúncia. Segundo a publicação da Revista, Átila negociou R$ 7,650 milhões de recursos públicos do Fundo Nacional da Saúde (FNS) para suas bases no interior do Estado e R$ 2,5 milhões em fundo partidário, totalizando R$ 10,150 milhões.

A Revista afirma que o esquema montado teria a finalidade de aumentar a bancada do Partido Progressista (PP) na Câmara dos Deputados, articulado durante a abertura da “Janela partidária”, em março deste ano.

“Eu não posso me pronunciar sobre isso, seria incorreto, somente o próprio Átila ou o presidente nacional do partido (Ciro Nogueira) podem comentar. Com certeza, ele (deputado) vai se pronunciar, se justificar. Sou apenas futura candidata ao governo e, de maneira alguma, isso prejudica minha candidatura”, pontou Rebecca.

O deputado Átila Lins ainda não se posicionou sobre a acusação até o momento. O Amazonas1 tentou contato com ele, mas as ligações não foram atendidas. Sua assessoria informou, que ainda hoje, ele vai se pronunciar de forma oficial sobre o assunto.

Sobre denúncia

O objetivo da negociação de verbas, segundo a publicação da Revista, era trazer para o Partido Progressista sete novos parlamentares e, dessa maneira, chegar aos 54 deputados, ficando com uma representação menor que a do PT, mas superando MDB e PSDB.

No total, sete deputados se filiaram ao PP, a cooptação ocorreu por meio de dinheiro do Fundo Nacional da Saúde para os municípios onde os deputado têm base eleitoral. Além dos recursos da Saúde, os parlamentares obtiveram a promessa de receber R$ 2,5 milhões do Fundo Partidário para cada um tocar sua campanha à reeleição este ano.

Faça um comentário