MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Prefeito do interior do AM paga R$ 50 mil a cantor Leonardo Gonçalves para festival evangélico

Ao que parece, o momento é de festas em Urucurituba. Isso porque o prefeito 'Sabugo' vai promover um evento gospel com custo de R$ 50 mil
Juliana Siqueira – Portal AM1
• Publicado em 01 de outubro de 2021 – 11:38
‘Sabugo’ dispensa licitação para contratar show do cantor Leonardo Gonçalves
Foto: Reprodução

Manaus, AM – Ao que parece, o momento é de festas e comemorações no município de Urucurituba. Isso porque o prefeito José Claudenor Pontes (PT), mais conhecido como “Sabugo”, vai promover um evento gospel aos mais de 24 mil urucuritubenses, com custo de R$ 50 mil.

Leia mais: ‘Não fui para a CMM fazer amigos’, dispara Rodrigo Guedes em entrevista ao AM1

A contratação, inclusive, nem vai precisar de processo de licitação. De acordo com o documento publicado no Diário Oficial dos Municípios, nessa quinta-feira (30), o prefeito ‘Sabugo’ viabilizou a aquisição por meio da modalidade ‘inexigibilidade’, ou seja, sem necessidade de licitação.

Tudo isso para ter o show do cantor Leonardo Gonçalves e sua banda no evento evangélico ‘Festival da Palavra e Música Cristã’, em Urucurituba; documento não informa qual a data do evento.

O cantor, conhecido pela música ‘Sublime’, será contratado por meio da empresa Oficina da Música Ltda, inscrita no CNPJ nº 05.796.753/0001-79. De acordo com o cadastro no site da Receita Federal, a firma fica em Feira de Santana, na Bahia, realizando serviço de produção musical, desde 2003.

Com capital social de R$ 10 mil, a empresa pertence aos empresários Elionai Carvalho de Santana e Ozilanda Oliveira de Santana, que vão faturar os R$ 50 mil da Prefeitura de Urucurituba.

Elionai Santana é gestor público em Feira de Santana. No início do ano, o prefeito da cidade, Colbert Martins Filho, o nomeou diretor-presidente do Instituto de Previdência. Ozilanda Santana foi candidata a vereadora, pelo PSC, em 2016, mas não conseguiu se eleger.

Irregularidades

O gasto ocorre no momento em que a cidade de Urucurituba registra 2.728 casos confirmados de covid-19, além de 36 óbitos pela doença, conforme dados mais recentes da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM).

Vale lembrar que o prefeito ‘Sabugo’ foi preso, no início do ano, por conta dos desdobramentos da Operação ‘Coleta de Luxo’, deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM). Além dele, foram presos também o irmão do gestor, José Júlio de Castro Pontes, e a secretária municipal de Finanças, Eliana da Cunha Melo.

Entre os crimes apurados, de um modo geral, as condutas dizem respeito ao direcionamento de licitações e lavagem de dinheiro, com a presença marcante de agentes públicos intimamente ligados às empresas vencedoras de certames licitatórios e crescente incompatibilidade patrimonial com os respectivos ganhos dos envolvidos.

Além disso, dias atrás, o prefeito ‘Sabugo’ virou alvo de recomendação do Ministério Público do Amazonas (MPAM) por suspeita de nepotismo na administração municipal. Com isso, o MP pediu a exoneração de 52 servidores, em até 30 dias.

Segundo o MP, dos 52 servidores investigados por nepotismo, quatro são parentes do prefeito; seis são ligados ao vice-prefeito, Leoncio Tundis (Republicanos); 25 são relacionados a vereadores e 17, a secretários municipais. Além da exoneração dos servidores, o órgão quer também a dispensa de quaisquer outros servidores cuja nomeação configure nepotismo.

Resposta

O Portal Amazonas1 procurou a Prefeitura de Urucurituba para saber mais sobre o eventual contrato sem licitação e sobre o evento, quando será realizado, entre outros questionamentos, que não foram respondidos até a publicação da matéria.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap