MENU
logo-amazonasum

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Prefeitura pinta calçadas para disfarçar problemas das ruas em Manaus

Pintura nas áreas nobres e calçadas quebradas na periferia. A realidade em Manaus.
Camila Duarte – Portal AM1
• Publicado em 29 de maio de 2021 – 10:39
Fotos: Márcio Silva

MANAUS, AM – Quem trafega pelas principais vias de Manaus, já notou que a gestão do prefeito David Almeida está colorindo as ruas da cidade. O mosaico da Prefeitura de Manaus está sendo desenhado em calçadas e muros das avenidas da capital amazonense, porém, a realidade nos bairros é outra. Apesar de o prefeito David Almeida estar tentando deixar Manaus mais atrativa, moradores de diversos bairros da cidade sofrem com irregularidades na infraestrutura.

A pintura faz parte do orçamento de R$ 34.368.821,42 da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp). O valor foi aplicado no mês de abril, de acordo com os dados do Portal da Transparência. Para efetuar o mosaico, a Prefeitura de Manaus desembolsou um valor de empenho, sem fechar acordo com a empresa fornecedora, NEYMARX COMERCIO DE MATERIAIS LTDA.

Com a cidade colorida e aparentando estar bem cuidada, os bairros das zonas de Manaus ficam abandonados à espera de reparos da prefeitura. Um exemplo disso é a Praça do Ouro Verde, localizada na zona leste de Manaus. De acordo com moradores do bairro, a praça não recebe uma reforma adequada há mais de 20 anos e, com a gestão do prefeito David Almeida, é mais um local escondido dentro dos bairros que fica esquecido pela prefeitura.

O ambulante Adriano Barreto conversou com a equipe de reportagem do Portal Amazonas 1 e afirmou que os próprios moradores se reúnem para fazer serviços que devem ser realizados pela prefeitura. De acordo com ele, a população divide o valor de R$ 300 para serviços de limpeza e pintura na praça. Ainda segundo o ambulante, o preço não é o total, pois os moradores ficam com a metade do trabalho para economizar. Ele afirmou à equipe que o total para fazer os trabalhos é em torno de R$ 500, mas a população auxilia na limpeza para não haver mais gastos.

Foto: Antônio Mendes / Portal AM1*

Além disso, as pessoas que praticam esportes na praça também ajudam nas despesas. Ele afirmou que o ambiente não tem uma reforma de qualidade há muito tempo.  “Demos vida para a praça. Era uma praça abandonada”, disse o ambulante.

O ambulante contou que a Prefeitura de Manaus esteve na praça para realizar um mutirão de limpeza, no entanto, os moradores tinham sido mais ágeis e adiantaram o trabalho dos agentes. “Antes disso, os moradores e ambulantes tinham feito uma limpeza. A prefeitura já aproveitou e levou o que tínhamos retirado da praça”, comentou.

Adriano ainda revelou que já houve uma tentativa de melhorar a estrutura do comércio na praça, todavia, disse que os agentes da prefeitura retiraram as estruturas do local.

Foto: Antônio Mendes / Portal AM1*

Preferência para a área nobreza

Se nos bairros periféricos há problemas de infraestrutura, as principais vias de Manaus recebem tratamento especial. Por meio do Programa Manaus Sempre Limpa, as avenidas da cidade estão ganhando pinturas, enquanto os moradores têm que conviver com os problemas que não são solucionados pela gestão municipal.

As avenidas Constantino Nery e Nilton Lins foram alguns dos pontos que ganharam o novo colorido. Sendo uma das ruas mais movimentadas de Manaus, as calçadas dessas vias receberam o mosaico da prefeitura, que tem como objetivo causar “positivismo”, “proteção” e “energia” aos cidadãos.

Foto: Márcio Silva / Portal AM1*

O significado faz parte do plano de identidade visual da gestão do prefeito David Almeida. Além disso, as pinturas trazem os pontos turísticos de Manaus, como o encontro das águas e o Teatro Amazonas. Apesar da ideia, o conceito fica escondido em meio aos problemas de Manaus e a falta de empenho da gestão para tentar solucionar os problemas.

“Manaus é o encontro do antigo e do novo”, diz uma parte do plano de identidade visual. Porém, o que deveria ser o “novo”, defendido por David Almeida durante as eleições de 2020, continua sendo a mesma realidade dos manauaras, proveniente de antigas gestões.

Gastos necessários?

O Portal Amazonas 1 teve acesso à lista de compras da Semulsp para realizar as pinturas nas calçadas da cidade. Com tintas fornecidas por meio de proposta pela empresa NEYMARX COMERCIO DE MATERIAIS LTDA, foi desembolsado para a compra de tintas R$ 10.200.

Ao todo, foram R$ 27.420 gastos pela Prefeitura de Manaus para as pinturas. O material mais caro da lista custou em torno de R$ 510 a unidade. Em descrição, somente a aquisição de tintas para realizar os mosaicos custaram R$ 17.220 aos cofres públicos. O valor unitário de cada latão de 18 litros custou R$ 420, o que para um cliente comum sairia em torno de R$ 210. A prefeitura ainda apontou que os materiais seriam utilizados para a limpeza de ruas e logradouros públicos.

Foto: Antônio Mendes e Márcio Silva / Portal AM1*

O Portal Amazonas 1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana e com o secretário do órgão, Sabá Reis, para informações sobre a aquisição dos materiais. Além disso, também foi realizado o contato com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), a fim de relatar o problema dos bairros. Até o momento, a equipe de reportagem não obteve resposta dos órgãos municipais.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap