Manaus, 13 de junho de 2024
×
Manaus, 13 de junho de 2024

Cenário

Ramais em Coari estão intrafegáveis mesmo o prefeito tendo recebido R$ 24 mi para asfaltar as vias

No dia 6 de junho de 2022, o prefeito Keitton Pinheiro recebeu recursos após assinatura do convênio de n.° 011/2022 realizado junto ao governador do AM.

Ramais em Coari estão intrafegáveis mesmo o prefeito tendo recebido R$ 24 mi para asfaltar as vias

Os ramais estão intrafegáveis, moradores que dependem das vias para escoar seus produtos reclamam da situação (Fotos: Divulgação| Arte AM1)

Coari (AM) – O agricultor Aldenir Alves Lopes, de 52 anos, disse ao Portal AM1, nessa segunda-feira (27), que perdeu 70% de toda a produção dele. Isso porque, todas vezes que chove, se torna inviável o tráfego na via, que nunca recebeu pavimentação.

Assim como eles, outros produtores e demais moradores dos ramais: Chico da Voz, Paraíso, Bom Viver, Sol Nascente e Tarcísio, situados nas estradas Coari-Itapéua e Coari-Mamiá estão sendo prejudicados por falta de infraestrutura.

Ocorre que, no dia 6 de junho de 2022, a Prefeitura de Coari (distante  363 km de Manaus) recebeu a importância de R$ 23.875.940,95 (vinte e três milhões, oitocentos e setenta e cinco mil, novecentos e quarenta reais e noventa e cinco centavos) do convênio de n.° 011/2022 realizado junto ao governo do Amazonas por intermédio da Unidade Gestora de Projetos Especiais U(GPE). O recurso seria para asfaltar os ramais: Chico da Voz, Paraíso, Bom Viver, Sol Nascente e Tarcísio, localizados nas estradas Coari-Itapéua e Coari-Mamiá.

Os dados podem ser consultados no site da UGPE, que disponibiliza a planilha para o acompanhamento dos projetos do Governo do Estado, bem como os valores repassados para a realização das obras. Na planilha, consta que a prefeitura já recebeu exatos R$ 2.723,484,70 (dois milhões setecentos e vinte três mil, quatrocentos e oitenta e quatro reais e setenta centavos), ou seja, mais de 10% do valor da obra, ainda no ano de 2022, mas nunca investiu na cidade.

 

 

A informação também foi divulgada pela deputada Dr.ᵃ Mayara Pinheiro, que se fez presente no ato do convênio e confirmou que os ramais citados neste texto receberiam asfaltamento e, com isso, três mil famílias residentes nos ramais beneficiados ganhariam qualidade de vida.

“A assinatura do convênio é uma importante conquista para os moradores dessas localidades. Fui vice-prefeita em Coari e sei das dificuldades enfrentadas diariamente por eles. Levar o asfalto aos ramais vai ajudar não somente na locomoção dessas pessoas, mas, também vai facilitar o escoamento da produção, que é fundamental para garantir a comercialização e o sustento dessas famílias”, destacou Mayara na época e, inclusive, disse que o valor destinado seria de mais de R$ 24,3 milhões.

Na ocasião da assinatura do convênio, além do governador Wilson Lima, da deputada Dr.ᵃ Mayara Pinheiro e do prefeito de Coari, Keitton Pinheiro, estavam: o secretário de obras daquele município, André Melo, o coordenador da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Marcellus Campelo e o representante de Coari, Marco Castilhos.

 

 

Porém, passados dois anos desde que foi celebrado o acordo, os ramais continuam sem receber nenhuma benfeitoria, e os moradores continuam enfrentando diversas situações de atoleiros por toda a estrada.

Pois dependem das vias para escoar sua produção, mas o único percurso que possuem está intrafegável, sem nenhuma infraestrutura.

Veja as dificuldades que os moradores dos ramais enfrentam para atravessar as vias:

 

 

Mais abandono

Mas não são somente os ramais que estão abandonados. As ruas dos bairros mais periféricos também estão com problemas de infraestrutura. E, inclusive, a praça do bairro Santa Efigênia está tomada por mato, lama e ferrugem.

Confira:

 

LEIA MAIS: