Manaus, 27 de maio de 2024
×
Manaus, 27 de maio de 2024

Política

Rixa com Wilson é coisa do passado, afirma Pauderney ao retornar a Brasília

Após assumir mandato como suplente pelo UB na Câmara federal, Pauderney fala dos desafios, enaltece Braga e Omar e esquece de Plínio.

Rixa com Wilson é coisa do passado, afirma Pauderney ao retornar a Brasília

(Foto: Divulgação/Montagem AM1)

Manaus (AM) – O deputado federal Pauderney Avelino (UB) voltou à Câmara federal na segunda-feira (22) como suplente e, em sua primeira entrevista oficial, disse que a ‘rixa’ que teve com o governador do Amazonas, Wilson Lima (UB), responsável pelo seu retorno à Casa, ficou no passado.

Avelino já teve seis mandatos como deputado federal e, neste ano, assumiu o 7º mandato após o licenciamento de Fausto Júnior (UB), que assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano do Estado do Amazonas (Sedurb).

Quando questionado sobre os atritos políticos com o chefe do Executivo estadual, o parlamentar afirmou que “está em outro momento” e que a situação envolvendo o governador é coisa do passado.

“Sim, sem dúvida nenhuma, estou em outro momento e essa situação é passado!”, disse Pauderney.

Vale lembrar que Wilson Lima chamou Fausto Jr. para assumir a Sedurb, presenteou Pauderney com a vaga de Fausto na Câmara e depois assumiu a presidência do União Brasil no Amazonas, provisoriamente.

Elogios

Pauderney ainda elogiou o trabalho dos senadores Omar Aziz (PSD) e Eduardo Braga (MDB) sobre a defesa da Zona Franca de Manaus (ZFM), porém, não citou Plínio Valério (PSDB), que também participou dos trabalhos referentes à ZFM.

“Acho que a bancada fez um excelente trabalho de proteção à Zona Franca de Manaus, o Senado Federal, com a relatoria do senador Eduardo Braga, fez um excelente trabalho. […] Foi um trabalho político pesado e muito forte dos nossos senadores da bancada, Omar e Eduardo e mais o Alcolumbre e Rodrigo Pacheco. Acho que a Zona Franca está protegida constitucionalmente”, analisou.

Eleições municipais

Para finalizar, Pauderney afirmou que as decisões sobre os possíveis nomes que irão disputar Prefeitura de Manaus ficará a cargo da executiva nacional do União Brasil.

Avelino não afirmou se tem interesse no cargo e também não citou nomes de lideranças políticas como a do deputado Roberto Cidade (UB), que figura ao lado de Wilson Lima como possível pré-candidato em Manaus.

“Essa decisão será pela executiva nacional do partido, enquanto isso, nós vamos trabalhando e acho que ‘tá’  [sic] muito cedo ainda”, finalizou Avelino.

LEIA MAIS: