MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Sassá defende com ‘unhas e dentes’ David no escândalo do Residencial Manauara: ‘não sou fiscal do povo’

Petista chamou o prefeito de Manaus, apoiador de Bolsonaro, de 'ser humano bom'; Sassá ainda disse que não é 'fiscal do povo' para investigar
Lucas Rodrigues – Portal AM1
• Publicado em 23 de agosto de 2021 – 15:24

MANAUS, AM – Embora Lula (PT) e Jair Bolsonaro (sem partido) estejam em campos opostos a nível nacional, seus apoiadores nas capitais parecem andar lado a lado. É o caso da relação amistosa entre o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) e o vereador Sassá da Construção Civil (PT). Durante discurso na tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM) nesta segunda-feira (23), o petista defendeu o chefe do Executivo municipal ‘com unhas e dentes’ e ainda disse que não é fiscal do povo, embora essa seja uma das atribuições primordiais de um vereador.

Um dia após bater uma bola em uma pelada com o prefeito de Manaus, Sassá disse que as pessoas não elogiam quando devem elogiar, mas “atacam quando querem atacar”. Segundo ele, antes de falar mal do “próximo”, é preciso ver o que está acontecendo “lá no rabo”. O petista ainda falou das reportagens que mostraram o escândalo envolvendo familiares da filha de David Almeida no sorteio de apartamentos do residencial Cidadão Manauara 2, inaugurado na quarta-feira (18).

“Não vou defender o prefeito, mas elogiá-lo, porque sei que é um ser humano bom e uma pessoa da igreja. Certeza que ele jamais vai aceitar isso, porque na família, o pai e a mãe só sabem as coisas por último, e o prefeito é um pai. Tem muita gente que pega quatro ou cinco apartamentos, sendo deputado ou membro do Judiciário. Ninguém pode julgar todo mundo, mas nós temos que fiscalizar e cobrar mesmo”, disse.

Sassá e David estivera juntos em jogo de futebol no último domingo. Foto: Divulgação

Leia mais: ‘Lei do silêncio’ impera entre vereadores após novo escândalo na gestão de David

O parlamentar, no entanto, se contradisse segundos depois, e aproveitou para criticar e atacar veículos de comunicação, usando até mesmo palavras de baixo calão contra veículos e profissionais que criticaram a postura dos vereadores em não repercutir o escândalo. Segundos após ter dito que teria que fiscalizar, o petista disse que não era “fiscal do povo”.

“Tem blog ‘fuleiro’ que bota foto dos vereadores que ‘comeram abiu’. Isso é covardia, porque eu não tenho rabo preso com ninguém. Eu não sou candidato, não tenho rabo preso, e não sou fiscal do povo. Quem tem que investigar é o Ministério Público, e nós temos que punir. E se for colocar os errados, desde 2004, pode botar carretas e carretas, e não vai caber gente”, afirmou.

E em mais uma prova do desconhecimento total do papel de um parlamentar, Sassá da Construção Civil ainda aproveitou para dizer que “não deve nada para ninguém”. “Não peguei apartamento e nem quero, e se eu pegasse, seria para dar para as pessoas de baixa renda. É fácil estar na rede social batendo nos outros, mas eu prefiro estar no corpo a corpo. Não devo nada para ninguém, só para Deus e o povo que me elegeu. E quando o prefeito estiver certo, vou elogiar, mas quando errar, vou cobrar também. É uma covardia sem tamanho o que estão fazendo com ele”, salientou.

Proximidade

A defesa de Sassá em prol de David vem apenas um dia depois de o vereador participar de um jogo de futebol com membros da Igreja Adventista da Avenida das Torres, em Manaus, com o próprio David, no último domingo (22). Fotos da partida foram publicadas nas redes sociais do prefeito, e em uma delas, Sassá aparece muito à vontade com os demais jogadores.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap