MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Sem coligações, Conceição Sampaio seria eleita no lugar de Bosco Saraiva em 2018

Caso o fim das coligações estivesse em vigor nas eleições de 2018, a ex-deputada Conceição Sampaio (PSDB), que conquistou 76.073 votos, estaria eleita no lugar de Bosco Saraiva
• Publicado em 21 de março de 2021 – 16:00

Brasília – A disputa eleitoral para deputado federal será diferente a partir de 2022 com o fim das coligações partidárias, que, consequentemente, definirá os candidatos proporcionais pela maior quantidade de votos.

De acordo com a nova medida, aprovada em uma minirreforma política em 2018, agora, será necessário 170 mil votos para um partido fazer o primeiro deputado federal, algo que dificultaria as campanhas partidárias, e, consequentemente, uma necessidade de uma quantidade massiva de candidatos.

Diante de tal cenário, o Portal Amazonas 1 avaliou que, caso o fim das coligações estivesse em vigor nas eleições de 2018, a ex-deputada Conceição Sampaio (PSDB), que conquistou 76.073 votos, estaria eleita no lugar de Bosco Saraiva (Solidariedade), eleito pela Coligação “Eu voto no Amazonas” com 55.477 votos, 20.596 a menos que a política.

Conceição Sampaio (PSDB) falou com exclusividade ao Amazonas 1 sobre a disputa eleitoral de 2018, e, chegou destacar que ela lutou veementemente para o fim das coligações partidárias.

“Acompanhei todos os debates e votações durante os anos de 2017 e 2018, quando eu estava na condição de deputada. Chegamos a fazer de tudo para que a reforma entrasse em vigor no mesmo ano que foi aprovada (em 2018), mas não conseguimos”, afirmou a ex-deputada que defende a vontade popular.

Questionada sobre a possibilidade de voltar para a disputa proporcional, Sampaio não chegou a afirmar nem que sim, e nem que não, apenas formulando sua resposta em cima de agradecimento aos seus milhares de eleitores que depositaram  votos de confiança à ela, valorizando a atuação da mulher no meio político.

“Ninguém pode afirmar que o povo não quis escolher uma mulher para o cargo de deputada federal, o Amazonas votou sim em uma mulher e, por conta disso, sempre procurei zelar muito o meu trabalho, porque representava estas muitas pessoas”, disse ela, ao alegar que seu futuro político ainda não foi definido.

Na sucessão dos votos computados que ultrapassam a quantidade recebida por Bosco Saraiva, ainda aparecem os ex-deputados federais Pauderney Avelino (DEM) com 72.358 e Luiz Fernando Nicolau (PSD), que faleceu em novembro do ano passado.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap