Sem quórum, reunião extraordinária na Aleam encerra sem soluções para crise da saúde - Amazonas1
4 de março de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Sem quórum, reunião extraordinária na Aleam encerra sem soluções para crise da saúde

Entre algumas propostas apresentadas estava o fim do recesso dos deputados e outra com objetivo de repassar R$ 4,8 milhões para doações de cestas básicas

Sem quórum, reunião extraordinária na Aleam encerra sem soluções para crise da saúde

Os deputados fizeram uma pausa no recesso parlamentar, nesta terça-feira (19), para realização de uma reunião extraordinária na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), com objetivo de encontrar soluções para apoiar o Estado em momento de nova crise causada pela covid-19.  A sessão, no entanto, terminou sem a aprovação de novas propostas por falta de quórum.

No entanto, a reunião se tornou mais um momento para se fazer politicagem sobre o sofrimento de muitas pessoas, com alguns deputados pedindo o impeachment do governador Wilson Lima (PSC), já que as supostas medidas para auxiliar a população não foram nem votadas.

No final da reunião, apenas 10 deputados estavam presentes, quando seria necessário que 13 parlamentares estivessem participando da sessão para iniciar a votação.

Algumas propostas foram apresentadas, como por exemplo: a de destinar recursos para compra de cestas básicas, repasse de verba para socorrer os municípios do interior e, ainda, a suspensão do recesso parlamentar.

Como não foram votadas, todas essas propostas só devem ser analisadas em outra reunião extraordinária que foi convocada para a próxima terça-feira (26).

Os deputados que estiveram presentes no fim da votação foram os seguintes:   Dermilson Chagas (PP); Saullo Vianna (PTB); Wilker Barreto (Podemos); Serafim Corrêa (PSB); Fausto Jr (MDB); Sinésio Campos (PT); Mayara Pinheiro (PP) e João Luiz (Republicanos), de forma on-line, e Josué Neto (Patriota); Péricles Nascimento (PSL) e Roberto Cidade (PV), de forma presencial no Plenário da Aleam.

Leia mais: Assembleia discute suspender férias dos deputados no Amazonas

Propostas

Entre as propostas que não foram votadas, inclusive, está a do fim do recesso dos deputados. A ideia foi sugerida por Sinésio Campos e acompanhada por vários deputados. Wilker Barreto formalizou a sugestão e pôs para votação dos colegas.

Sinésio ainda apresentou a proposta de aumentar o repasse de recursos do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Estado do Amazonas (FTI) para os municípios, para posteriormente,  ser destinado para a rede de saúde municipal.

O deputado Serafim Corrêa foi o primeiro a sugerir soluções para socorrer os municípios do interior para contornar a falta de oxigênio e de insumos. O parlamentar quer que a Assembleia repasse R$ 20 milhões dos R$ 40 milhões que possui em caixa para o Fundo Estadual de Saúde (FES), depois, esse valor deve ser repartido proporcionalmente entre os municípios.

Além das medidas citadas, outra proposta discutida foi a de que cada parlamentar destinasse R$ 200 mil da parte de suas emendas parlamentares para a aquisição de cestas básicas. O montante seria de R$ 4,8 milhões, possibilitando a compra de 60 mil cestas básicas, segundo Josué Neto. A própria Aleam realizaria a distribuição dessas cestas para pessoas carentes.

Josué Neto ainda destacou a possibilidade de dar nova destinação ao repasse de R$ 50 milhões feito pela Aleam para compra de vacinas contra covid-19, para ser usado no socorro aos municípios do interior.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading