MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

TCE cobra mais de R$ 7 milhões de ex-secretário da Sejel, Fabrício Lima

Procurada pelo Portal AM1, o ex-gestor afirmou que ainda não foi notificado pelo Tribunal de Contas do Amazonas e que deve apresentar recurso
• Publicado em 13 de maio de 2021 – 11:18
Foto: reprodução

MANAUS/AM- O ex-secretário de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Fabricio Silva Lima, tem o prazo de 15 dias para devolver mais de R$ 7,3 milhões, após ter tido as contas exercício financeiro de 2017, reprovadas pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).

A notificação n° 89/2021 que consta a informação foi publicada no Diário Oficial da Corte de Contas, na edição de quarta-feira (12).

Fabrício Lima deverá devolver aos cofres públicos o valor global de R$ 7.355.122,35 devidamente atualizado. Após o pagamento, ele deverá apresentar comprovante de depósito a Corte de Contas.

O TCE também determinou que o ex-gestor “apresente documentos e/ou justificativas, como razões de defesa sobre a Prestação de Contas da SEJEL, exercício 2017”.

Leia mais: MP investiga contratos da Sejel na gestão de Fabrício Lima

Mais contas

Em 2020, o TCE também reprovou as contas do exercício financeiro de 2016 de Fabrício Lima à frente da Sejel. Na ocasião, ele foi condenado a pagar R$ 2,6milhões aos cofres públicos por diversas irregularidades detectadas. A condenação atingiu, ainda, as empresas Erick dos Santos Amorim – EPP e C.S. Construção, Conservação e Serviços Ltda., contratadas pela pasta.

Entre as inconsistências estavam o atraso nos demonstrativos contábeis da secretaria durante sua gestão; impropriedades na contratação de serviços em locais gerenciados pela Sejel; ausência de pregão na contratação de materiais esportivos, onde o gestor não pôde comprovar uma despesa vantajosa para os cofres públicos, entre outras infrações.

No ano passado, ele tentou voltar para a Câmara Municipal de Manaus (CMM), mas não conseguiu se eleger. Já em 2021, foi nomeado pelo prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) para a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc).

Vale mencionar que Fabrício foi gestor de esportes tanto da capital quando do Estado, na gestão interina de David como governador em 2017.

Procurada pelo Portal Amazonas1, Fabrício Lima afirmou que ainda não foi notificado pelo Tribunal de Contas do Amazonas e que deve apresentar recurso para esclarecer o caso.

 

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap