Vacinas chegam aos municípios neste fim de semana, diz Wilson Lima

Amazonas recebeu 34.500 doses da vacina da Pfizer; aplicação começa já na segunda-feira (17), com as crianças com comorbidades
Da Redação – Portal AM1
Publicado em 15/01/2022 07:00
Brasil recebe mais 1,8 milhão de doses de vacinas Pfizer para crianças
Foto: Paul Henessy / SOPA / Agência Brasil

MANAUS, AM – O governador Wilson Lima (PSC) afirmou, nessa sexta-feira (14), que as vacinas infantis contra covid-19 vão chegar aos municípios do Amazonas ainda neste final de semana. Ao todo, chegaram ao Amazonas 34,5 mil doses, no fim da manhã de ontem.

“A gente recebe com muita felicidade, com muito otimismo, porque a partir de agora a gente começa a imunizar esse grupo de 5 a 11 anos de idade. Essas doses já estão na Fundação de Vigilância em Saúde e no procedimento para descongelar essas vacinas, e neste fim de semana vamos entregar para as prefeituras”, destacou Wilson Lima.

Leia mais: Covid: Ministério da Saúde envia, nesta sexta, primeiras vacinas para o Amazonas

Os imunizantes têm rótulo de cor laranja, e foram enviados pelo Ministério da Saúde pelo Programa Nacional de Imunização. As doses estão armazenadas na sede da Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), onde já foram contabilizadas. As orientações do PNI/MS também destacam que a vacina contra covid-19 deve ser administrada com intervalo de 15 dias da aplicação de outras vacinas do calendário infantil.

O secretário de Saúde, Anoar Samad, explicou sobre a dinâmica de armazenamento e distribuição das doses para as secretarias municipais de saúde de todo o Amazonas. “A FVS vai fazer todos os parâmetros o mais rápido possível, dentro das normas técnicas, para que na segunda-feira todas as prefeituras, ou pelo menos a maioria delas, dado que sabemos a dificuldades do estado em logística, mas que pelo menos a maioria delas já possa estar disponibilizando a vacina na segunda-feira, dia 17”, explicou.

Aplicação

A vacinação contra covid-19 para crianças de 5 a 11 anos será escalonada por grupos prioritários definidos pelo Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI/MS). O escalonamento para a vacinação contempla, inicialmente, crianças com deficiência permanente ou com comorbidades.

O cronograma segue com indígenas e quilombolas; crianças que vivem em lar com pessoas com risco para evolução grave de covid-19. Após esses públicos, a vacinação vai estar disponível para as crianças sem comorbidades na seguinte ordem: crianças entre 10 e 11 anos; entre 8 e 9 anos; 6 e 7 anos; e com 5 anos de idade.

Não há exigência de apresentar prescrição médica para a vacinação no estado, mas os pais ou responsáveis pela criança devem estar presentes manifestando concordância com a imunização. O intervalo entre a primeira e segunda dose será de oito semanas.

(*) Com informações da assessoria.

fato
Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.