MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

‘Acho difícil o Senado aceitar’, afirma Mourão sobre impeachment de ministros

Bolsonaro vem defendendo o impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, por estarem 'passando dos limites'
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 16 de agosto de 2021 – 11:16
Foto: Agência Brasil

BRASÍLIA, DF – Nos últimos dias, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que levará ao Senado Federal um pedido de abertura de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes, do STF, e Luís Roberto Barroso, do STF (Tribunal Superior Eleitoral). Questionado sobre o assunto, o vice-presidente Hamilton Mourão declarou que “acha difícil” o Senado acatar a decisão.

Nesta segunda-feira (16), o vice-presidente ainda defendeu o direito de Bolsonaro de mover a ação contra os ministros que, segundo o presidente, “estão passando dos limites”.

“O presidente tem a visão dele, considera que esses ministros estão passando dos limites, e uma das saídas dentro da nossa Constituição, que prescreve ali no artigo 52, seria o impeachment, que compete ao Senado, fazer né? Então ele vai pedir pro Senado, vamos ver o que que vai acontecer. Acho difícil o Senado aceitar”, disse.

Leia mais: Mourão resume: ‘voto impresso é assunto encerrado’

O pronunciamento de Bolsonaro ocorreu após a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson, na última sexta-feira (13). A detenção foi determinada pelo ministro Alexandro de Moraes por suposta organização criminosa digital, que tinha como objetivo atacar a democracia.

Sem citar o ex-deputado, Bolsonaro falou sobre “prisões arbitrárias” e publicou um vídeo nas redes sociais com o ministro da Infraestrutura, Tarcício Gomes de Freitas, criticando a prisão.

“De há muito, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, extrapolam com atos os limites constitucionais. Na próxima semana, levarei ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, um pedido para que instaure um processo sobre ambos, de acordo com o art. 52 da Constituição Federal”, escreveu o presidente nas redes sociais.

(*) Com informações do Uol

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap