'Cultivando o Bem' doa 1,4 mil toneladas de alimentos a ribeirinhos - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

3 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

‘Cultivando o Bem’ doa 1,4 mil toneladas de alimentos a ribeirinhos

A ação ocorreu entre os dias 8 e 30 de junho e arrecadou 1,4 mil toneladas de alimentos, que beneficiaram 123 famílias ribeirinhas

‘Cultivando o Bem’ doa 1,4 mil toneladas de alimentos a ribeirinhos

A Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), por meio do Departamento Pedagógico (Depe), realizou uma campanha de arrecadação de cestas básicas, “Cultivando o Bem”, beneficiando moradores de duas comunidades ribeirinhas de várzea, que perderam parcialmente suas rendas por conta do isolamento social, provocado pela pandemia de covid-19.

A ação ocorreu entre os dias 8 e 30 de junho, e arrecadou 1,4 mil toneladas de alimentos. As cestas beneficiaram 123 famílias das comunidades Espírito Santo e Renascer, que ficam em uma área de várzea do estado. A entrega ocorreu na última quarta-feira (08/07) e foi feita diretamente pelos servidores da Sepror.

A ideia da iniciativa partiu do coordenador da Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam), Márcio Souza. Incomodado por toda a situação decorrente da pandemia, ele partilhou a vontade de fazer essa ação e recebeu o apoio da Sepror, do secretário da pasta, Petrucio Magalhães Júnior, e dos servidores, que juntos, coordenaram toda a mobilização de arrecadação e distribuição das cestas.

Para Márcio Souza, o momento é de ajudar os que mais precisam, e a Secretaria, por trabalhar diretamente com o produtor rural, viu a necessidade de fazer essa ação por essas famílias ribeirinhas, nesse momento de pandemia.

“No ápice da pandemia, o nosso trabalho não parou, teve continuidade, e precisávamos de alguma forma ajudar os agricultores mais prejudicados por essa situação. Como nosso trabalho é voltado para o produtor rural e eles diretamente ganham vendendo esses produtos, decidimos fazer a campanha voltada para eles. Então, o Depe começou a desenvolver a ideia e a colocar em prática”, disse Márcio.

*Com informações da assessoria

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading