Edson de Paula é investigado por usar advogados de Barcelos em proveito pessoal - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

7 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Edson de Paula é investigado por usar advogados de Barcelos em proveito pessoal

Prefeito de Barcelos entrou na mira do Ministério Público por improbidade administrativa após denúncia do próprio vice-prefeito, Jorginho do Peixe

Edson de Paula é investigado por usar advogados de Barcelos em proveito pessoal
Prefeito Edson Mendes - Foto: Arquivo Pessoal/Facebook

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) instaurou um inquérito civil contra o prefeito de Barcelos (a 401 quilômetros de Manaus), Edson de Paula por improbidade administrativa. Ele é acusado de utilizar em benefício próprio serviços de advogados contratados para assessoria jurídica da prefeitura.

Para abrir investigação, a promotora de Justiça Karla Cristina da Silva Sousa considerou a notícia de fato formulada pelo vice-prefeito de Barcelos, Jeorge Silva de Souza (o Jorginho do Peixe) que trata da denúncia.

Segundo o vice, Edson de Paula utilizou o serviço do advogado Hugo Fernandes Levy Neto, integrante da sociedade de advogados LEVY & YORK, que presta serviços de assessoria jurídica à Prefeitura Municipal.

Diante da denúncia, a promotora determinou o prazo de o prazo de 15 (quinze) dias para que o prefeito informe sobre a existência de procurador Geral do Município nomeado para o exercício das prerrogativas e ônus inerentes ao cargo, perante o município.

Também deve especificar se a atuação do advogado decorre de contrato celebrado com o município de Barcelos ou de contrato de honorários celebrado com o escritório, “de tudo fazendo as devidas comprovações, e encaminhe a esta promotoria de Justiça”, diz o despacho.

Confira documento na íntegra 

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading