MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Após ataques, Omar diz que Arthur Neto é ‘hipócrita’ e ‘oportunista’

Para Omar, Arthur se contradiz em suas falas, ao mesmo tempo que se solidariza com Roberto Carlos pela morte de seus filho, ignora a mãe do engenheiro Flávio
Beatriz Araújo – Portal Amazonas1
• Publicado em 11 de setembro de 2021 – 12:03
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado e Divulgação

MANAUS, AM Após o ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto, disparar diversas críticas ao atual presidente da República, Jair Bolsonaro, o senador Omar Aziz afirmou que o político, na verdade, está sendo contraditório ao levantar um discurso de ataque ao presidente ao mesmo tempo em que o apoia nos bastidores.

Para Omar, Arthur é oportunista e se contradiz em suas falas, ao mesmo tempo em que demonstrou solidariedade a Roberto Carlos pela perda de seu filho, ignorou a dor da mãe do engenheiro Flávio Rodrigues, morto em uma suposta festa na casa de Alejandro Valeiko, enteado de Arthur.

Leia mais: Omar Aziz processa Arthur Neto e Chico Preto por danos morais e pede R$ 99,4 mil

“Não vejo as declarações do Arthur contra o Bolsonaro, vejo contra mim e eu estou combatendo Bolsonaro. Eu vejo ele com muita ânsia em me agredir. Eu acho que ele fez um papel aqui muito mais pró que contra Bolsonaro. Ele fez um post dizendo sobre a dor de perder um filho e se solidarizando com o Roberto Carlos. Eu também me solidarizo. Só não vi ele fazendo este post para a mãe do Flávio. É muito fácil o oportunismo dizer: ‘olha, postar vou isso porque é o Roberto Carlos e todo mundo vai ver minha solidariedade’. O Arthur tinha que ter isso para a mãe do Flávio, que dependia do filho para viver, para comer!”, disse o senador.

Além da análise sobre o comportamento de Arthur, Omar garantiu que o ex-prefeito não possui condições de disparar ofensas e críticas, tendo em vista os escândalos que o envolvem na vida pública.

“Essa hipocrisia que ele faz – de achar que pode jogar pedra – é uma vidraça. Ele tem telhado, parede e tudo de vidro. Ele tinha que ter feito isso antes, quando acusou o engenheiro Flavio de ser traficante ao invés de se solidarizar com a mãe que tinha perdido o filho”, concluiu Omar.

As declarações de Omar foram feitas durante entrevista com a rádio BandNews Difusora, na última sexta-feira (10).

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap