Atlético-PR devolve 2 a 1 no Flamengo e assume ponta do grupo na Libertadores

Publicado em 27/04/2017 12:19
Felipe Gedoz of Brazil's Atletico Paranaense struggles for the ball with Paolo Guerrero (R) of Brazil's Flamengo during the 2017 Libertadores Cup football match at the Arena da Baixada stadium in Curitiba on April 26, 2017. / AFP PHOTO / Heuler Andrey (Photo credit should read HEULER ANDREY/AFP/Getty Images)
O resultado deixou o Atlético-PR com sete pontos após quatro partidas. ( AFP PHOTO / Heuler Andrey (Photo credit should read HEULER ANDREY/AFP/Getty Images)

Duas semanas após perder para o Flamengo por 2 a 1 pela Libertadores, o Atlético Paranaense venceu nesta quarta-feira o clube carioca pelo mesmo placar e assumiu a liderança do Grupo 4 no torneio continental. Thiago Heleno e Felipe Gedoz marcaram para os donos da casa, e Willian Arão descontou.

O resultado deixou o Atlético-PR com sete pontos após quatro partidas. O Flamengo é o segundo colocado, com seis, seguido por Universidad Católica, com cinco, e San Lorenzo, com quatro. Na outra partida do grupo nesta rodada, o San Lorenzo venceu o Universidad Católica em casa por 2 a 1, na terça.

Jogando em casa, o Atlético-PR começou dominando o adversário. Não deixava o Flamengo passar do meio de campo e deu o primeiro chute a gol logo aos três minutos, quando Lucho González mandou por cima do gol de Muralha. Os paranaenses tiveram nova chance aos cinco, quando a zaga rubro-negra afastou, e aos sete, quando Nikão acertou a trave.

A pressão era semelhante àquela que fora imposta pelo Flamengo no Maracanã. Mas nesta quarta, o Atlético-PR perdeu o ímpeto após os 10 minutos e começou a dar chances ao adversário, que teve três oportunidades em quatro minutos: com Guerrero aos 10, Rômulo aos 11 e novamente o peruano aos 13.

O jogo, então, se tornou equilibrado, mas o Flamengo, mais organizado em campo, continuou evoluindo. O clube carioca começou a dominar a partida, devido à boa marcação sobre o meia Lucho González e à habilidade de Guerrero para superar seu marcador Thiago Heleno.

Mas justamente quando estava melhor em campo, aos 35 minutos o Flamengo tomou um gol: Thiago Heleno aproveitou cruzamento, subiu mais que Rafael Vaz e cabeceou, aparentemente tentando lançar a bola para o meio da área. Ela acabou seguindo rumo ao canto esquerdo de Muralha, que pulou tarde, não alcançou a bola e foi atrapalhado por Eduardo da Silva.

O segundo tempo começou equilibrado e assim seguiu até os 25 minutos, quando o técnico Zé Ricardo fez duas substituições para tentar levar o time rubro-negro ao ataque: trocou o volante Rômulo pelo atacante Leandro Damião e o lateral-esquerdo Renê pelo meia Matheus Sávio. O Flamengo voltou a dominar o jogo e ter chances seguidas. Uma delas foi aos 27, quando Matheus cruzou e Damião quase chegou a tempo de finalizar. A outra, um minuto depois, quando Damião cabeceou a bola na trave e na sobra Guerrero deu nova cabeçada – desta vez a bola foi defendida por Weverton.

Justamente quando era pressionado pelo Flamengo, o Atlético-PR conseguiu ampliar a vantagem, aproveitando um contra-ataque: Eduardo da Silva foi à linha de fundo e cruzou para o meio da área. Livre, Felipe Gedoz chutou sem chances para Muralha. Dois minutos depois o time visitante descontou: Mancuello cobrou escanteio e Arão aproveitou: 2 a 1.

O próximo jogo do Flamengo pela Libertadores será na quarta-feira que vem, contra a Universidad Católica, no Maracanã. Antes, no domingo, o time rubro-negro inicia a disputa pelo título do Campeonato Carioca contra o Fluminense. Já o Atlético-PR joga no domingo a primeira partida da final do Paranaense contra o Coritiba e na quarta-feira que vem enfrenta o San Lorenzo pela Libertadores.

Fonte: Estadão

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS