Bolsonaro defende corte na Lei Rouanet: ‘priorizamos o artista em início de carreira’

O presidente afirmou que os artistas que estão revoltados com o seu governo, são aqueles que não utilizam mais a verba
Da Redação – Portal AM1
Publicado em 01/06/2022 14:05
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Brasília – Em entrevista para o Programa do Ratinho, nessa terça-feira (31), o presidente Jair Bolsonaro (PL) se pronunciou em meio a polêmica envolvendo nomes de artistas sertanejos que são pagos com dinheiro de pequenas prefeituras.

Durante o bate-papo, Bolsonaro afirmou que o seu governo prioriza artistas em início de carreira e “o sertanejo mais humilde” na hora de distribuir verba pública da Lei Roaunet.

De acordo com o presidente da República, os artistas que já possuem uma carreira estruturada que usavam a lei, hoje são aqueles que estão revoltados com seu governo. “Nós priorizamos o artista mais de início de carreira, o artista que é sertanejo e que é mais humilde. Isso, obviamente, fez com que artistas conhecidos ficassem revoltados comigo”, disse.

Leia mais: ‘Fique firme, meu irmão! Você é um cara do bem’, escreve Flávio Bolsonaro para Gusttavo Lima

“Quando eu assumi, alguns artistas podiam pegar até R$ 10 milhões por ano da Lei Rouanet, e ninguém prestava conta de nada. Mas nós, quando assumimos, mudamos para R$ 1 milhão, e eu achei caro ainda. Daí chegou o Mario Frias e baixou pra R$ 500 mil, além de ter colocado critérios”, explicou Bolsonaro.

Na semana passada, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) passou a investigar os cachês de R$ 2,34 milhões a serem pagos pela Prefeitura de Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas, a cantores sertanejos que se apresentarão no município entre os dias 17 e 23 de junho.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) também abriu uma investigação para apurar se houve irregularidades na contratação do cantor pela Prefeitura de Magé. Gusttavo Lima receberá R$ 1 milhão para fazer um show em 8 de junho.

(*) Com informações do Correio Braziliense

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS