MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Bolsonaro diz que ‘o que Alcolumbre está fazendo não se faz’

Marcação da data da sabatina de Mendonça é de responsabilidade de Davi Alcolumbre, que preside a Comissão de Constituição e Justiça
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 11 de outubro de 2021 – 16:34
Alcolumbre
Foto: Divulgação

BRASÍLIA, DF – O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) criticou a postura do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) em não marcar a sabatina do ex-Advogado Geral da União, André Mendonça. Mendonça foi indicado em 19 de agosto pelo presidente para ocupar a vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo Bolsonaro, que deu a declaração no último domingo, é Alcolumbre que não permite que a sabatina aconteça. O amapaense preside a Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), responsável por avaliar os pedidos e dar o parecer favorável ou contrário à nomeação.

“Três meses lá no forno o nome do André Mendonça. Quem não está permitindo é o Alcolumbre, uma pessoa que eu ajudei na eleição dele. Depois pediu apoio para eleger o (Rodrigo) Pacheco (DEM-MG) (presidente do Senado), e eu ajudei. Teve tudo que foi possível durante dois anos comigo. De repente ele não quer o André Mendonça”, afirmou.

Bolsonaro salientou que quem tem que tomar a decisão sobre querer ou não Mendonça no STF é o plenário do Senado, e que se Alcolumbre quiser, ele pode indicar dois ministros em 2023, quando devem abrir duas novas vagas para a corte.

Leia mais: Alcolumbre teria pago mesada a ex-funcionária do TRE-AP a pedido de desembargador

“Quem pode não querer é o plenário do Senado, não é ele. Ele pode votar contra. Agora o que ele está fazendo não se faz. A indicação é minha. Se ele quer indicar alguém para o Supremo, ele pode indicar dois. Ele se candidata a presidente no ano que vem. No primeiro semestre de 2023, tem duas vagas para o Supremo, ele pode indicar dois [ministros] para o Supremo”, declarou Bolsonaro.

(*) Com informações da CNN Brasil.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap