MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Bolsonaro foi surpreendido por corte de verba no ministério, diz Pontes

Pasta contava com um orçamento de R$ 690 milhões, que caiu para R$ 89 milhões; ministro disse que o presidente foi "pego de surpresa"
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 13 de outubro de 2021 – 20:18
Pontes
Foto: Isac Nóbrega/PR

BRASÍLIA, DF – O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), astronauta Marcos Pontes, disse que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi surpreendido com o corte de verba de R$ 600 milhões do orçamento do governo, destinados à área de Ciência. O corte foi feito pelo Ministério da Economia, e segundo o ministro, o presidente prometeu que o valor será restituído.

“Com relação ao PLN 16, realmente eu fui pego de surpresa. Ontem, conversei com o presidente e ele disse que também foi pego de surpresa. Eu pedi ajuda pra recuperar investimentos e ele disse que vai ajudar. Recurso pra ciência e tecnologia não é gasto. É investimento. A questão do PLN ter sido modificado de última hora me deixou muito chateado. Já conversei no governo pra que isso seja reposto e prometeram que isso vai ser restituído”, disse Pontes.

Leia mais: Marcos Pontes chama corte de R$ 371 milhões na ciência e tecnologia de “estrago”

Pontes deu a declaração durante uma sessão da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (13). Ele foi chamado para prestar esclarecimentos sobre uma instabilidade no sistema do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), mas os deputados o questionaram sobre os cortes no orçamento do ministério.

Descontentamento

Na última sexta-feira (8), durante a abertura da I Feira Brasileira do Nióbio, em Campinas (SP), o ministro disse que pensou em deixar a pasta por causa dos cortes “equivocados e ilógicos”. “Ainda mais quando são feitos sem ouvir a comunidade científica e o setor produtivo. Isso precisa ser corrigido urgentemente”, apontou Pontes.

No dia anterior (7), o Ministério da Economia divulgou uma nota explicando que a alteração ocorreu para cumprir uma decisão governamental sobre a necessidade de remanejar recursos, “a qual foi referendada pela Junta de Execução Orçamentária”.

A pasta de Pontes foi uma das mais afetadas, uma vez que o orçamento da União destinava R$ 690 milhões ao MCTI. Ainda na semana passada, o Ministério da Economia enviou ofício à Comissão Mista de Orçamento do Congresso, pedindo mudança no texto para remanejar os recursos do MCTI para outras pastas. Desta forma, o repasse caiu de R$ 690 milhões para R$ 89 milhões.

(*) Com informações da CNN Brasil.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap