Manaus, 16 de junho de 2024
×
Manaus, 16 de junho de 2024

Cidades

Centrais sindicais realizam ato em adesão à Greve Geral, em Manaus, nesta sexta (30)

Centrais sindicais realizam ato em adesão à Greve Geral, em Manaus, nesta sexta (30)

A concentração para a atividade central da greve inicia, às 7h, na Praça da Saudade, no Centro de Manaus. (Foto: Reprodução/ Adua)

As Centrais Sindicais, Sindicatos e Movimento Sociais realizam, nesta sexta-feira (30), um dia de paralisação, em adesão à Greve Geral do Dia 30 de junho. Em Manaus, conforme definido, ontem, em plenária, no Sindicato dos Metalúrgicos, a concentração para a atividade central da greve inicia, às 7h, na Praça da Saudade, no Centro.

O movimento será prolongado, para atingir o máximo de trabalhadores ao longo do dia de paralisação e contará com um ato cultural unificado, a partir das 16h, na Praça do Congresso, com apresentações diversas.

A Greve Geral nacional está sendo convocada pelas Centrais Sindicais e frentes de luta ‘Fora Temer’ e ‘Brasil Popular’ para barrar as reformas trabalhista e previdenciária, que atacam os direitos dos trabalhadores e precarizam as relações de trabalho, destruindo conquistas históricas como o décimo terceiro salário, férias e salário mínimo, além de inviabilizar a aposentadoria dos trabalhadores.

Os professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) que aprovaram em Assembleia Geral da Adua, na tarde de terça-feira (27), a adesão à Greve Geral do dia 30 de junho, também participam da atividade, apontada pelo ANDES-SN e CSP-Conlutas como fundamental para impedir a aprovação das contrarreformas Trabalhista e da Previdência, revogar a Lei de Terceirizações e derrubar o presidente Michel Temer do poder.

As entidades convocam todos os trabalhadores a apoiarem o movimento grevista como a única arma capaz de barrar as reformas do governo Temer, que para eles, não tem legitimidade para propor tais medidas principalmente por ser denunciado por corrupção em pleno exercício do governo.

*Com informações de assessoria