MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Cerca de 600 kg de frango estragados são encontrados à venda em Manaus

No local, foram encontrados 350 kg de carne de frango armazenados em condições inadequadas, além de outros 250 quilos de miúdos de frango sem indicação de origem
Da redação – Portal AM1
• Publicado em 07 de outubro de 2021 – 10:16
Cerca de 600 kg de carne são retirados de estabelecimento durante fiscalização
Foto: Divulgação

Manaus/AM – A Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) realizou nesta quarta-feira, 6/10, uma operação de fiscalização na câmara fria de um estabelecimento comercial no Centro, que resultou na autuação da empresa e no descarte de aproximadamente 600 quilos de carne de frango, por irregularidades na conservação e na certificação de origem dos produtos.

A fiscalização ocorreu pela manhã, tendo o apoio de policiais da Delegacia do Consumidor (Decon), da Polícia Civil do Amazonas. No local, foram encontrados aproximadamente 350 quilos de carne de frango armazenados em condições inadequadas e sem refrigeração. Outros 250 quilos de miúdos de frango, sem o Selo de Inspeção Federal (SIF) e sem indicação de origem, também foram encontrados. A certificação deve estar presente em todos os alimentos como garantia da origem e da qualidade para o consumo humano.

Todos os produtos foram recolhidos pelos fiscais, e serão destinados ao Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), na zona Oeste, por servirem para o consumo animal.

Devido às irregularidades constatadas na estrutura da câmara fria para o armazenamento e manuseio dos alimentos, outras duas toneladas de produtos – principalmente carne de frango, além de batata congelada e carne bovina –, foram apreendidos em depósito.

Leia mais: Criança de 10 anos fica grávida após ser estuprada pelo padrasto em Manaus

Conforme o fiscal Fabrício Barros, da Gerência de Vigilância de Produtos (GVPro), o estabelecimento foi autuado e poderá receber uma multa entre uma e 400 Unidades Fiscais do Município (UFM), cujo valor unitário atual é de R$ 114,61.

“O estabelecimento irá responder a Processo Administrativo Sanitário e terá um prazo de três dias para defesa, tempo no qual deverá regularizar sua situação. Se, para efetivar essa regularização, forem necessárias obras no local, o estabelecimento poderá pedir um prazo maior”, explica o fiscal.

O diretor da Visa Manaus, Ewerton Wanderley, ressaltou a importância da população estar atenta às certificações de origem e qualidade dos alimentos, bem como às condições de higiene dos locais onde realiza suas compras. 

“A Vigilância Sanitária Municipal realiza fiscalizações como a de hoje regularmente, mas é fundamental que os cidadãos não se descuidem de zelar pela qualidade dos produtos que levam para casa. As certificações dos órgãos oficiais, como a SIF, são ferramentas essenciais nesse processo. Verifique, sempre, a presença desses selos, a data de validade do produto, e também o estado dos locais onde eles estão acondicionados, para não pôr sua saúde em risco”, alerta.

(*) Com informações da assessoria

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap