Amom desafia David em carta aberta: ‘adianta pintar a cidade e não resolver os problemas?’

Publicado em 21/01/2022 17:52
Charge do Dia
Charge do Dia

MANAUS, AM – Depois de mais um episódio de ataque a jornalistas, do prefeito David Almeida (Avante), o vereador Amom Mandel (União Brasil) resolveu escrever uma carta aberta ao chefe municipal questionando as medidas de enfrentamento à covid-19 adotadas por Almeida, medidas que continuam causando mais aglomerações e maior chance de contágio em Manaus.

A indagação do vereador sobre os Centros de Testagem que apresentam filas quilométricas é uma preocupação. Com o aumento de casos no Amazonas, a exposição da população pode disparar ainda mais os registros positivos para a doença. Vale ressaltar que, enquanto aguardam para realizar o exame de covid-19, as pessoas ficam embaixo de sol e de chuva, além de estarem em contato direto com pacientes gripados e não gripados.

“A explosão de casos já está pressionando o nosso sistema de saúde. As unidades estão lotadas, o atendimento é demorado, os profissionais estão saturados e cansados. Pessoas não infectadas estão sendo expostas ao vírus ao visitar as unidades de saúde. Escrevo essa carta para cobrar esclarecimentos quanto ao que foi feito antes para impedir essa situação e para indicar, mais uma vez, alternativas”, iniciou o vereador.

Leia mais: Infectologista aponta maior risco de infecção por covid em Centros de Testagem

Vasco
Foto: Reprodução/Vídeo

Na quarta-feira (19), a Prefeitura de Manaus inaugurou uma segunda unidade para testar a população e evitar a sobrecarga em apenas uma área. Porém, de acordo com Amom, as cenas de inauguração foram “horripilantes”. “Embora de boa intenção, a inauguração expôs a falta de planejamento para a organização das filas e para o direcionamento das pessoas para as diversas unidades de saúde no resto da cidade”, disse.

O vereador ainda ressaltou que o prefeito David Almeida, aparentemente, não tem encontrado medidas para evitar as aglomerações nas filas dos centros. Ainda por cima, o prefeito de Manaus criou uma discussão com jornalistas que tentam questioná-lo sobre as aglomerações nas filas. E ainda chamou os artistas da cidade de “criminosos”

Leia mais: Em meio a críticas e contradições, David Almeida suspende eventos em Manaus

“É inadmissível que a população espere no sol e em filas quilométricas sem ter o mínimo de assistência e informação. Igualmente inaceitável que, tendo os meios, o dinheiro e os funcionários para tal, em pleno século 21, a Prefeitura não forneça meios virtuais para a checagem da disponibilidade de vagas em cada unidade e evite, com isso, as aglomerações em massa”, disparou Amom.

Mandel ainda afirmou que, da forma que David Almeida está administrando a cidade, “estimulando as aglomerações e a disseminação do vírus, quiçá descumprindo os próprios decretos”. O vereador também destacou que a população quer seriedade na gestão e ainda ironizou o fato de Almeida colorir toda a cidade.

“Vou repetir e espero que, como autoridade constituída, o Prefeito respeite a prerrogativa e não se omita: O que foi feito para evitar as aglomerações nas filas? Por que não respondeu a pergunta quando foi feita? Adianta pintar a cidade e não resolver os problemas concretos da população? Queremos seriedade”, finalizou.

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS