Manaus, 29 de fevereiro de 2024
×
Manaus, 29 de fevereiro de 2024

Zé Ricardo garante ‘não fugir da luta’ e que seguirá papel militante

Zé Ricardo garante ‘não fugir da luta’ e que seguirá papel militante

MANAUS – O deputado José Ricardo (PT) disse que continuará como “militante social” e no partido após não se reeleger deputado federal pelo Amazonas. Com o término do mandato, o deputado divulgou as atividades realizadas na Câmara Federal.

“Foram mais de 1,6 mil proposituras apresentadas na Câmara Federal, dentre 174 projetos de lei, 64 projetos de resolução, oito leis aprovadas e mais de 1,8 mil votações nominais, além de 328 pronunciamentos e R$ 176 milhões em emendas parlamentares para o Amazonas”, sempre em defesa dos trabalhadores e do povo brasileiro e amazonense,” diz o texto divulgado nesta quinta-feira (26).

No próximo sábado (28), o deputado reunirá com a sociedade civil no auditório da Escola Normal Superior da UEA, para apresentar em formato de revista os números detalhados do trabalho no Congresso nacional.

Segundo Zé Ricardo, é preciso agradecer e prestar contas do mandato exercido graças ao voto e à confiança da população.

“Durante anos, pude ser uma ferramenta para que muitas pessoas tivessem a oportunidade de ter uma vida mais digna e justa. No mandato de federal, mesmo enfrentando anos muito difíceis para a humanidade, por conta da pandemia da Covid-19, junto a um governo federal negacionista e antidemocrático”, disse José Ricardo.

Segundo o deputado, “é tempo de rever o caminho e continuar na missão como militante social e no partido. Da luta eu não me retiro”, afirmou.

Cotado para a Suframa

Economista, o petista é um dos nomes cotados para assumir a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), ocupada pelo general Algacir Polsin até o dia 28 de dezembro do ano passado. O nome de Orsine Rufino Júnior, ex-presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) também é cotado para o cargo.

Destaque no parlamento

Entre 2020 e 2023, o deputado Zé Ricardo conquistou R$ 176 milhões em recursos federal para o Amazonas, sendo R$ 106,9 milhões em emendas de bancada e R$ 69,5 milhões em emendas individuais para as seguintes áreas: saúde (R$ 33,8 milhões), educação (R$ 99,7 milhões), produção rural (R$ 3 milhões), assistência social (R$ 17,3 milhões), cultura (R$ 11 milhões), segurança pública (R$ 200 mil), pesquisa, ciência e tecnologia (R$ 5,2 milhões), direitos humanos (R$ 980 mil), geração de renda (R$ 2,3 milhões), meio ambiente (1 milhão) e infraestrutura (R$ 1,8 milhão).

*Com informações da assessoria