MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

DEM e PSL costuram a maior fusão do Brasil e mexem no tabuleiro político do AM

Desde que deixou o Podemos, em julho, Amazonino tem realizado tratativas com o DEM para disputar o Governo do Estado, em 2022
Beatriz Araújo – Portal Amazonas1
• Publicado em 25 de setembro de 2021 – 13:56
Foto: Divulgação

MANAUS (AM) – Articulando novas ações para vencer as eleições em 2022, o Democratas e o Partido Social Liberal (PSL) já estão nos ajustes finais para consolidar a fusão dos partidos. Caso a união nacional seja oficializada, formará a maior bancada da Câmara dos Deputados, um movimento que precipita mudanças eleitorais e almeja o posto de “terceira via” nas eleições de 2022.

De acordo com informações da CNN Brasil, o DEM já disse sim à união, o PSL deve dar o aval final na próxima terça-feira (28), quando o partido reúne-se para discutir os últimos detalhes do acordo.

No cenário local, o candidato pelo DEM para disputar uma vaga no Governo do Amazonas, seria o ex-governador, Amazonino Mendes. A consolidação da filiação está prevista para ocorrer até o fim de setembro, porém ainda não há confirmações se o PSL do deputado Delegado Pablo estaria de acordo com a candidatura.

Leia mais: De olho em 2022, Wilker reposta vídeo para elogiar saúde de Amazonino

Em abril deste ano, Amazonino Mendes assumiu a liderança regional do Podemos e sinalizou que disputaria a próxima eleição do Amazonas, no ano que vem. No entanto, os planos mudaram com a saída de Mendes do Podemos, em julho de 2021.

Até o momento, Amazonino está em tratativas somente com o Democratas, partido comandado pelo atual secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino. Desde a saída de Mendes do Podemos, Avelino demonstrou interesse em receber o ex-governador na sigla.

“A princípio, a filiação do ex-governador é uma possibilidade. Já conversamos sobre o assunto e ele demonstrou interesse no DEM, porém, ainda não é algo que temos datas. Caso ele vier [venha] para o partido, de fato, sem dúvidas será para disputar as eleições do ano que vem e ser candidato ao governo em 22”, afirmou Avelino.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap