Dia Nacional da Luta Contra Queimaduras: SES-AM reforça prevenção

Neste ano, até o momento, não há registro de pacientes internados proveniente desses artefatos
Da Redação – Portal AM1
Publicado em 06/06/2022 16:45
(Foto: Reprodução)

No Dia Nacional da Luta Contra Queimaduras, nesta segunda-feira (06/06), o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, unidade da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), orienta sobre os tipos de queimaduras, tratamento e os locais de atendimento.

Neste período de festas juninas, quando aumenta a utilização de fogos de artifício, as queimaduras envolvendo essa fonte de calor representam apenas 1% dos atendimentos, no ano, do CTQ, referência em atendimento na Região Norte. Em 2021, das 143 entradas de pacientes com queimaduras, apenas uma teve como causa os fogos de artifícios. Neste ano, até o momento, não há registro de pacientes internados proveniente desses artefatos.

A coordenadora do CTQ, Simone Santos, ressalta que as queimaduras são classificadas pela sua profundidade e pelo seu tamanho da lesão, e podem determinar uma destruição parcial ou total da pele. “Se for muito profunda, ela pode atingir os órgãos, músculos, tendões e ossos. E as causas mais comuns de queimaduras são os líquidos superaquecidos, combustível, fogo, eletricidade, radiação solar, o frio e nessa época de junho os fogos de artifícios”, afirmou a coordenadora.

Leia mais: Laboratório responsável pelas biópsias oncológicas recebem novos aparelhos

A enfermeira Simone destacou alguns cuidados que devem ser tomados após a lesão traumática na pele. “O primeiro cuidado é se afastar do agente causador da queimadura. Não deve estourar as bolhas. Se a roupa grudar na pele você deve tentar tirar o tecido debaixo da água, de preferência em temperatura ambiente, evitar passar qualquer tipo de substância e procurar imediatamente o atendimento médico”, ressaltou.

Assistência

O atendimento a vítimas de queimaduras na rede pública de saúde, na capital, é disponibilizado nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Serviços e Unidades de Pronto-Atendimento (SPAs e UPAs), além dos Hospitais e Prontos-Socorros adulto e infantil.

Após a avaliação médica, o paciente adulto poderá ser referenciado para o CTQ, nos casos de queimaduras de 2º ou 3º grau, e crianças são encaminhadas para o HPS da Criança Zona Sul, referência para tratamento infantil. O serviço de atendimento móvel de urgência (Samu) deve ser acionado imediatamente para atender a vítima de queimaduras de 2º ou 3º grau. Após o resgate e primeiro atendimento, o Samu direciona o paciente para a unidade a qual a gravidade requer o atendimento.

*Com informação da Assessoria

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS