Vendas de Natal no Amazonas podem crescer até 6%, diz Fecomércio

US - R$ 4,16

×

Vendas de Natal no Amazonas podem crescer até 6%, diz Fecomércio

A pesquisa da entidade para o Natal, ainda traz a expectativa de empresários do setor para o aumento de vendas em algumas categorias.

Expectativa de aquecimento na economia é esperada nesse fim de ano. (Foto: arquivo AM1)

As vendas de varejo para o Natal deste ano têm previsão de crescimento de até 6% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo informou a Federação do Comércio no Amazonas (Fecomércio), à Agência Amazonas 1.

O presidente da Fecomércio, Aderson Frota, explicou que o Natal é a data que apresenta as maiores vendas do setor.

Em segundo lugar está o Dia das Mães, em terceiro lugar o Dia das Crianças. Agora, o Black Friday já é a quarta maior data do comércio.

“O consumidor está tendo uma grande oportunidade. Vão injetar liberação do Fundo de Garantia, aumento de saque, o que significa que mais dinheiro vai circular na economia”, disse Frota.

A pesquisa da FeComercio para o Natal, ainda traz a expectativa de empresários do setor para o aumento de vendas em algumas categorias.

Neste ano, a expectativa é que aparelhos eletrodomésticos sejam o primeiro item da lista de presentes dos consumidores, seguindo para jogos eletrônicos ou equipamentos eletroeletrônicos e depois para os Smartphones; diferentemente da Black Friday, que previu um aumento nas vendas dos aparelhos celulares.

Facilidades ao consumidor

A Serasa realizou o “Feirão Limpa Nome”, em todo o país, inclusive em Manaus, entre os dias 4 e 30 de novembro, o que facilita a volta da adimplência do consumidor e, automaticamente, o poder aquisitivo de compra. No Amazonas, 78% das famílias estão inadimplentes.

“Na última quinta-feira [27] recebi uma boa notícia.  Aumento do varejo e o aumento de empregos temporários. E grande expectativa de que os temporários possam se tonar ser regulares. Tive conhecimento que os varejistas já estão pressionando os bancos para diminuir a inadimplência. O Banco Central está negociando com descontos de 92%”, informou Frota.

Além da liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), há o pagamento do décimo terceiro salário dos aposentados, servidores públicos e demais trabalhadores, no mês de dezembro. Esses são fatores que também contribuem para o incentivo às compras de Natal.

“A medida que o consumidor fica positivado, ele pode comprar com volume maior. Isso significa dizer que o consumidor vai tendo oportunidade de comprar e o movimento comercial cresce”, explicou o presidente da Fecomercio.

CDL confirma a contratação de 4 mil temporários

 O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL), Ralph Assayag, também confirmou a previsão de alta nas vendas para as festividades de final de ano, que é de 5,5% em relação ao ano passado, quando cresceu 3,2% ante 2017.

Assayag disse que em dezembro o comércio da capital fará a contratação de aproximadamente 4 temporários, 1 mil postos de trabalhos a mais que em 2018, quando o comércio abriu 2,9 mil vagas.

Ele acredita que as vendas em 2019 atingirão em movimentação econômica igual ou maior que 2015, a melhor alta nos últimos três anos.

“Esperamos que as vendas possam atingir as vendas de 2015. Os dados são otimistas e nós acreditamos que vamos ter um faturamento muito bom, mas ainda assim não vamos superar 2014, ano de maior venda histórica”, concluiu.

Faça um comentário