Em discurso, vereador Gedeão diz que novo governante enfrentará grande desafio

Publicado em 28/08/2017 19:38
Presidente da Comissão de Serviço Público da Câmara, o vereador Gedeão Amorim (PMDB) afirmou que o governador eleito, Amazonino Mendes (PDT), enfrentará um grande desafio pela frente diante da economia brasileira abalada pela crise política em Brasília. (Foto: Tiago Correa/CMM).
Presidente da Comissão de Serviço Público da Câmara, o vereador Gedeão Amorim (PMDB) afirmou que o governador eleito, Amazonino Mendes (PDT), enfrentará um grande desafio pela frente diante da economia brasileira abalada pela crise política em Brasília. (Foto: Tiago Correa/CMM).

Os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) repercutiram o resultado da eleição suplementar ao governo do Amazonas na manhã desta segunda-feira, 28, no plenário da Casa. Presidente da Comissão de Serviço Público da Câmara, o vereador Gedeão Amorim (PMDB) afirmou que o governador eleito, Amazonino Mendes (PDT), enfrentará um grande desafio pela frente diante da economia brasileira abalada pela crise política em Brasília.

“O atual governador David Almeida tem feito um grande esforço em administrar o Estado no azul, antecipando, inclusive, pagamentos de abonos salariais dos servidores públicos. Mas sabemos que administrar o Estado não é fácil diante da economia brasileira que está em plena recessão desde o ano passado e tem comprometido a arrecadação de grandes estados. O novo governante terá um grande desafio”, apontou Amorim.

O vereador expôs também sua preocupação com o número de eleitores que não compareceram às urnas neste segundo turno, somado aos votos brancos e nulos, foi mais de um milhão de pessoas, o que significa quase 50% das pessoas aptas a votar no Estado. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Metade dos eleitores do Amazonas não foi às urnas intencionalmente, pois todos os apelos foram feitos por parte de candidatos, movimentando o eleitorado. O Estado bateu seu recorde em número de abstenções, votos brancos e nulos. Parece que o eleitorado cansou e estão desacreditados de nossos dirigentes” declarou Gedeão.

O professor desejou saúde para o novo governador e torce para que as alianças sejam feitas de forma correta. “Desejo ao novo governador, Amazonino Mendes, que ele tenha saúde, sobretudo. Eu tenho respeito por quem será nosso governador nos próximos 12 meses após outubro. Deus proteja o Amazonino e proteja o Amazonas”, disse Amorim.

O parlamentar finalizou expressando sua insatisfação com o resultado desta eleição. “Espero que possamos ter a possibilidade de fazer uma renovação de nossas lideranças pra vê se a gente conduz o nosso Estado e nosso país por mãos novas. Do jeito que estamos, estamos maus”, concluiu.

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS