Ex-prefeito de Japurá tem um mês para devolver R$ 30 milhões aos cofres públicos - Amazonas1
18 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Ex-prefeito de Japurá tem um mês para devolver R$ 30 milhões aos cofres públicos

Adalberto Fonseca Cortex teve as contas do exercício financeiro de 2000 reprovadas por unanimidade pelo TCE

Ex-prefeito de Japurá tem um mês para devolver R$ 30 milhões aos cofres públicos
(Divulgação)

O ex-prefeito de Japurá, Adalberto Fonseca Cortex, ‘o Betinho’, tem o prazo de um mês para devolver mais de R$ 30,8 milhões aos cofres públicos, após ter as contas do exercício financeiro de 2000 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).

O edital de notificação com a cobrança foi publicado no Diário Oficial da Corte de Contas, nesta segunda-feira (1).

Leia mais: Convênio do Idam com município de Juruá será investigado pelo MP-AM

O ex-gestor deverá devolver aos cofres públicos o valor global de R$30.851.661,61 (devidamente atualizado) entre multa e alcance.

O TCE definiu o prazo de 30 dias para que Betinho efetue a quitação de débito. Após o pagamento, ele deverá apresentar comprovante de depósito à Corte de Contas.

 

Mais irregularidades

O ex-prefeito do município é envolvido em diversas irregularidades na administração pública. Em 2015, o TCE voltou a reprovar as contas de ‘Betinho’, dessa vez, no exercício financeiro de 2007.

Na ocasião, ele foi condenado a pagar R$ 11 milhões aos cofres públicos por não comprovar as despesas realizadas naquele ano,  o que resultou em dano ao erário. 

O ex-gestor foi eleito em 1996 e, nos quatros anos em que permaneceu na prefeitura, o Tribunal de Contas emitiu parecer prévio contrário à aprovação de sua prestação de contas. Por três vezes, o TCE condenou Betinho a devolver mais de R$ 6.4 milhões. Em 2005, ele chegou a ser preso por não devolver verba pública.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]