Manaus, 27 de maio de 2024
×
Manaus, 27 de maio de 2024

Brasil

Governo cria página para evitar fake news sobre ajuda aos gaúchos

Desde que as fortes chuvas começaram, passaram a circular nas redes dados falsos sobre ações, investimentos e notícias que insinuam uma suposta ausência do Governo Federal no estado.

Governo cria página para evitar fake news sobre ajuda aos gaúchos

(Foto: Divulgação/FAB)

Rio Grande do Sul (RS) – O Governo Federal não tem medido esforços para ajudar no resgate e no apoio às vítimas das inundações no Rio Grande do Sul. A ação integrada envolve 17 ministérios e milhares de militares, integrantes da defesa civil, técnicos, policiais, bombeiros, num esforço que já salvou quase 10 mil vidas.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já esteve no estado nesta semana para alinhar os trabalhos com o governo estadual e municípios, volta ao Rio Grande do Sul neste domingo para reforçar articulações, assim como já ocorreu em situações similares ao longo do governo em enchentes no litoral paulista e em situações de longas estiagens na região Norte do país.

Triste ver fakenews explorando a tragédia no Rio Grande do Sul. Em momento tão dramático, não se deve apelar para a mentira como arma política. É hora de unir-nos para salvar vidas, conter os estragos e iniciar a reconstrução. — Jorge Messias (@jorgemessiasagu) May 4, 2024

No entanto, além das dificuldades impostas pela tragédia climática, o Governo tem precisado lidar com outra ferramenta de destruição: as falsas informações, que causam prejuízo e consequências inclusive para quem está nas áreas de risco. Desde que as fortes chuvas começaram a causar destruição no Rio Grande do Sul, passaram a circular nas redes dados inverídicos sobre ações e investimentos e notícias que insinuam uma suposta ausência do Governo Federal no estado.

Ministro da Advocacia Geral da União (AGU), Jorge Messias acionou a Procuradoria Nacional de Defesa da Democracia para tentar evitar que notícias falsas causem prejuízos aos gaúchos.

“Em momento tão dramático, não se deve apelar para a mentira como arma política. É hora de nos unir para salvar vidas, conter estragos e iniciar a reconstrução. A Procuradoria Nacional de Defesa da Democracia já acionou seu protocolo para combater as notícias falsas envolvendo a tragédia e sua exploração abominável”, afirmou Messias.

De volta ao Rio Grande do Sul neste sábado para instalar uma central de operações do Governo Federal em Porto Alegre, o ministro Paulo Pimenta (Secom) adota entendimento similar. “Estamos nos deparando com uma disputa desonesta de narrativa, que se aproveita do momento de dificuldade e não respeita sequer as vidas que estão sendo perdidas. No momento que a gente precisaria que todo mundo estivesse trabalhando juntos, a gente precisa gastar energia para desmentir fake news, desinformação de pessoas sem escrúpulos”, lamenta.

(*) Com informações da assessoria 

LEIA MAIS: