Manaus, 15 de junho de 2024
×
Manaus, 15 de junho de 2024

Mundo

Guerra na Ucrânia: Rússia abre 9 corredores de fuga nesta sexta-feira

A retirada de civis de zonas cercadas pelos russos têm sido difícil, apesar dos acordos com os russos para a criação de corredores humanitários

Guerra na Ucrânia: Rússia abre 9 corredores de fuga nesta sexta-feira

Foto: Aytac Unal/Anadolu Agency via Getty Images

As tropas russas e ucranianas concordaram em abrir nove rotas de fuga humanitárias, chamadas de corredores verdes, para que civis possam evacuar em segurança das zonas de conflito.

Moradores de Mariupol, Berdyansk, Tokmak e Energodar podem fugir para Zaporizhzhya de carro e ônibus. O anúncio foi feito pela vice-primeira-ministra da Ucrânia, Iryna Vereshchuk.

Leia mais: Polícia prende suspeito de abrir fogo no metrô de Nova York que pode pegar prisão perpétua

A retirada de civis de zonas cercadas pelos russos têm sido difícil, apesar dos acordos com os russos para a criação de corredores humanitários.

O governo ucraniano acusa a Rússia de atacar continuamente estas regiões, impedindo a realização de missões humanitárias de segurança.

A tensão voltou a subir no Leste Europeu após novos ataques ucranianos contra o território russo. O país liderado por Vladimir Putin, que havia prometido trégua a Kiev, sinalizou que vai bombardear a capital.

Mais de 20 edifícios e uma escola foram alvo de mísseis ucranianos. A região atacada fica em Belgorod, no sudeste da Rússia, próximo à fronteira entre os dois países. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (15/4) pela agência russa de notícias Tass.

Leia mais: Tropas de Putin mataram mais de 10 mil pessoas em Mariupol, afirma prefeito

Em represália, o governo russo anunciou novos ataques em Kiev. A determinação ocorre duas semanas após Putin indicar a retirada de tropas da cidade. “O número e a frequência de ataques com mísseis a instalações em Kiev aumentará”, informou o Ministério da Defesa russo.

Na madrugada, segundo os russos, uma fábrica de mísseis que fica no complexo militar e industrial de Vizar, em Vyshneve, no subúrbio de Kiev, foi atacada.

A escalada da violência ocorre após o naufrágio do navio militar Moskva, maior embarcação de guerra russa no Mar Morto. A Ucrânia reivindicou o ataque.

Com informações do Metrópoles