MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

José de Abreu deixa de ser ator para se candidatar a deputado federal pelo PT

Ator diz que vai abrir mão da carreira na Globo para entrar na política, apesar de Lula ter se colocado contra
Da redação – Portal AM1
• Publicado em 15 de outubro de 2021 – 18:28

O ator José de Abreu, de 75 anos, decidiu que vai lançar candidatura a deputado federal pelo PT, partido ao qual já é filiado, representando o Rio de Janeiro. O artista costuma usar as redes sociais para se posicionar politicamente e é um crítico ferrenho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em entrevista à coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, Abreu revelou que tomou a decisão mesmo com a contrariedade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Ele acha que hoje, como ator da TV Globo, eu calço 47 [em influência e importância]. Se for deputado, vou calçar 33, pois serei do baixo clero do Congresso”, disse o artista. Já o ex-ministro José Dirceu, que, como Lula, é um dos fundadores do PT, teria apoiado a ideia, ainda segundo o próprio Abreu. “Ele [Dirceu] diz que, além de seguir calçando 47, vou somar os 33”.

Abreu está escalado para a próxima novela das nove da Globo, chamada Um Lugar ao Sol e que estreia em novembro, mas revelou que, após esse trabalho, irá abandonar a carreira de ator para se dedicar à política.

“Vou abrir mão da minha carreira, do que eu mais amo fazer ,que é representar, para ajudar o Lula a reconstruir o Brasil e o [Marcelo] Freixo a reconstruir o Rio de Janeiro”.

Com a fala, Abreu dá uma sinalização importante para a construção, no Rio de Janeiro, de uma aliança entre o PT e o PSB de Freixo, que deve ser candidato a governador.

Ataque a Tábata Amaral

Militante muito ativo nas redes sociais, José de Abreu se envolveu em uma polêmica em setembro último ao retuitar uma mensagem que defendia a violência física contra a deputada federal Tábata Amaral (PSB-SP), acusada por setores da esquerda de ser uma “traidora das pautas progressistas” por ter sido eleita pelo PDT e, em alguns casos, votar contra os posicionamentos dos partidos de oposição.

Diante da péssima repercussão, o ator pediu desculpas à parlamentar e admitiu que errou “redondamente”.

(*) Com informações do Metrópoles

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap